// você está lendo...

Caraminholas

Não entendo!

Da série
DUAS OU TRÊS COISAS QUE NÃO CONSIGO ENTENDER!

Big Bang Theory

“The Big Bang Theory”, série do canal Sony, na TV paga.

UM
TV aberta x TV paga

Algumas décadas atrás a gente só tinha TV aberta, grátis, mas cheia de comerciais. A justificativa era que, como ninguém pagava nada pra assistir, eles precisavam tirar o sustento da venda dos espaços comerciais.

Aí, quando começaram a discutir a regulamentação da tv a cabo (paga), teve uma boa briga, entre aqueles que queriam que a nova modalidade de TV não repetisse o modelo mercantilista da TV aberta e os que queriam exatamente isso.

É só olhar um pouco para o que os canais pagos transmitem, pra ver quem ganhou essa briga. Agora, para ter variedade de canais e imagem HD, a gente paga um monte e tem que assistir a mesma montoeira de anúncios da TV aberta e grátis. Não faz sentido: se tem faturamento dos anúncios, por que cobrar de quem assiste?

Sarney e Lula

Irmãos de fé: Sarney e Lula. Foto: André Coelho/Agencia O Globo

DOIS
A velha política é eterna

Quando a ditadura brasileira que seguiu ao golpe cívico militar de 1964 entrou naquele processo de “abertura lenta, segura e gradual”, a gente assisitiu a um fenômeno muito interessante. Os militares, de fato, deixaram o poder, com a eleição (indireta) do Tancredo Neves.

Mas, os civis que tomaram parte no golpe e na mesma ditadura, não só não deram sinais de retirada, como continuaram mais ativos que nunca. José Sarney, uma vez empossado na presidência (pelo impedimento do Tancredo), começou um movimento lento, seguro e gradual de tirar os “radicais” (sonhadores que acreditavam que, com a saída dos militares o Brasil deveria mudar), de postos estratégicos do governo.

Aos poucos o governo da “Nova República” anunciada por Tancredo (ele mesmo um moderado), ganha a “cara” do Sarney ou, pelo menos, de quem o sustentava.

Anos depois, quando a gente, cansado da mesmice, elegeu o Lula, talvez imaginasse, lá no fundo, que seria a vez de apear do governo também os civis que ainda estavam agarrados às tetas da viúva.

E o que vimos foi estarrecedor: não só o “novo” governo se aliou ao que havia de mais atrasado na política brasileira, como lhes deu poderes que nem Sarney havia ousado dar. E isso que Lula e o PT estiveram na linha de frente da luta política pela democracia e o “estado de direito”.

E, pra completar, adotaram práticas de – vá lá – “financiamento de campanhas”, inspiradas e orientadas por aqueles que a “esquerda no Poder” tinha prometido escantear.

Confronto do sábado

O confronto do sábado. Foto: Eduardo Valente/Notícias do Dia

TRÊS
Pode x Não pode

No último sábado os invasores do terreno às margens da SC 401 tentaram ampliar seus domínios, instalando uma base num terreno vizinho. Rápida e eficiente, a PM fechou a rodovia, mobilizou batalhões, foi pra cima e, ao que tudo indica, não só impediu a nova invasão, como os fez recuar das novas áreas onde estavam começando a se instalar.

Ótimo que tenham feito isso agora. Mas não consigo entender por que não fizeram coisa semelhante há meses, quando a cidade inteira acompanou, por várias semanas, perplexa e assustada, a montagem do primeiro acampamento dos invasores? Na época, ninguém se mexeu. Como se tivesse ocorrido uma revolução comunista e o direito à propriedade tivesse sido abolido. E as terras da União estivessem sendo distribuídas a quem chegasse primeiro.

O que mudou daquela data para este final de semana?

Discussão

Comentários estão desativados para este post.

  1. Entende sim!!!

    Posted by Adoniran | abril 15, 2014, 16:48
  2. Ave, César!
    Há mais ou menos 40 anos, instalei na cabeceira da cama um radinho que “pegava legal”, na cama do casal, uma tal de rádio FM. Não lembro qual. Jamais me esquecerei. Só música.Era mesmo só música. Sem “comercial”. ( a rima é proposital)
    Gostoso demais. Nasceu minha filha Irene, (mensageira da paz, rimando com demais)
    E, ademais, de lá pra cá tudo mudou. E, pra pior. Nada mais rima, como rimou.
    abr, waltamir

    Posted by waltamir | abril 15, 2014, 17:58

Posts recentes

O fim de uma era
23 de maio de 2014, 17:27
Por Cesar Valente
E aí? Abandonou o blog?
6 de maio de 2014, 17:46
Por Cesar Valente
Brasília real aos 54 anos
28 de abril de 2014, 22:12
Por Cesar Valente
Beleza e crueldade
28 de abril de 2014, 22:01
Por Cesar Valente
A semana dos enigmas
17 de abril de 2014, 8:09
Por Cesar Valente

Arquivos