// você está lendo...

Caraminholas

Que vivam os estudantes!

Os generais e a UFSC

Molecagem sobre foto do Domício Pinheiro/Estadão Conteúdo

Depois daquele rolo que houve na UFSC, entre estudantes e Polícia Federal, uma porção de gente saiu do armário e começou a desancar, nas tais “redes sociais” e mesmo em algumas emissoras de TV, rádios e jornais, a Universidade e, naturalmente, “esses maconheiros baderneiros que não querem estudar”.

Vários quase chegaram ao orgasmo quando um grupo de estudantes “que gosta de estudar e não concorda com a anarquia”, fez uma manifestação e hasteou a bandeira brasileira num mastro em frente à reitoria da UFSC.

Ora, em qualquer campus universitário de qualquer país democrático do mundo, policiais revistando mochilas e recolhendo carteiras de identidade provocaria uma reação do estudantado e dos professores. Talvez nem na Coréia do Norte os estudantes assistissem em silêncio e amedrontados.

O que admira, e até hoje desperta curiosidade, é como que a Polícia Federal, composta em geral por gente bem formada, não sabia que era preciso tomar certos cuidados, para entrar com fósforo aceso num tanque de gasolina?

Na Universidade se discute de tudo e ela só tem sentido se fermentar, em seu interior, a inquietação, a pesquisa, o debate e a nem sempre pacífica convivência das várias correntes de pensamento que formam a sociedade.

Tem gente que pensa diferente e que se veste diferente. E tem gente que pensa igual e se veste igual a seus pais. E a seus avós. É do jogo. E é dessa fricção que nasce o conhecimento e a vontade de aprender cada vez mais.

Nem os generais que nos governaram por tanto tempo e preocuparam-se tanto em colocar os universitários nos eixos, acreditavam que conseguiriam calar a todos e mante-los todos, o tempo todo, obedientes e pacíficos como frangos a caminho do matadouro.

Mas agora vejo, com estupor, que falam em usar a Lei de Segurança Nacional (essa mesmo, do tempo da ditadura) contra quem se rebelou na UFSC. Os artigos citados pela PF são: 18 (tentar impedir o livre exercício dos poderes da União), 20 (depredar por inconformismo político), 22 (fazer propaganda de processos violentos para alteração da ordem política ou social) e 23 (incitar à subversão da ordem política ou social).

Pelo jeito ainda estamos em 1968!

ME GUSTAN LOS ESTUDIANTES
De Violeta Parra

¡Que vivan los estudiantes,
jardín de las alegrías!
Son aves que no se asustan
de animal ni policía,
y no le asustan las balas
ni el ladrar de la jauría
Caramba y zamba la cosa,
¡qué viva la astronomía!

¡Que vivan los estudiantes
que rugen como los vientos
cuando les meten al oído
sotanas o regimientos
Pajarillos libertarios,
igual que los elementos
Caramba y zamba la cosa
¡vivan los experimentos!

Me gustan los estudiantes
porque son la levadura
del pan que saldrá del horno
con toda su sabrosura,
para la boca del pobre
que come con amargura
Caramba y zamba la cosa
¡viva la literatura!

Me gustan los estudiantes
porque levantan el pecho
cuando le dicen harina
sabiéndose que es afrecho,
y no hacen el sordomudo
cuando se presenta el hecho
Caramba y zamba la cosa
¡el código del derecho!

Me gustan los estudiantes
que marchan sobre la ruina
Con las banderas en alto
va toda la estudiantina:
son químicos y doctores,
cirujanos y dentistas
Caramba y zamba la cosa
¡vivan los especialistas!

Me gustan los estudiantes
que van al laboratorio,
descubren lo que se esconde
adentro del confesorio
Ya tienen un gran carrito
que llegó hasta el Purgatorio
Caramba y zamba la cosa
¡los libros explicatorios!

Me gustan los estudiantes
que con muy clara elocuencia
a la bolsa negra sacra
le bajó las indulgencias
Porque, ¿hasta cuándo nos dura
señores, la penitencia?
Caramba y zamba la cosa
¡Qué viva toda la ciencia!

Discussão

Comentários estão desativados para este post.

  1. Em países sérios ou em universidades sérias, a polícia sempre é bem vinda. Como no Brasil é uma zona…

    Posted by Léo | abril 3, 2014, 07:32
  2. Cesar, excelente hora de vocÊ postar algo detalhado da situação na Venezuela! Vc viu a denúncia da Maria Corina no senado ontem? Posso te mandar por email se quiser! Tem no You Tube! Abraço!

    Posted by Marcelo | abril 3, 2014, 10:43
  3. Posted by Marcelo | abril 3, 2014, 12:02
  4. valente, eu tive a sorte de passar dois anos na universidade de Notre Dame, nos eua. Lembro que, no departamento de história, havia um setor de religião e chamaram um palestino pra dar aula sobe história da religião mulçumana, ou coisa assim. Daí que, alguns dias depois de o cara estar instalado e trabalhando, o FBI avisa a reitoria que queria prender o palestino para interrogá-lo e mandá-lo embora do país. Suspeitavam do envolvimento do homem com o Hamas ou algo assim. Não conseguiram nem entrar na universidade. A reitoria proibiu a entrada e disse que o palestino era responsabilidade da instituição e ponto final.
    Isso pode ser encontrado na internet, eu acho.
    O que ocorreu na UFSC e o horror que foi a maneira como a coisa foi divulgada e interpretada pela “opinião pública” não surpreende. É a mesma “opinião pública” que acha que uma mulher de roupa curta pode ser estuprada.
    Várias pessoas, jornalistas alguns, vêm anunciando a tempos essa guinada reacionária que a classe média vem dando na última década. Não só no Brasil, na europa dos neonazistas também, nos EUA, do tea party também. Até entre os nórdicos, baluartes da civilidade e dos avanços sociais, um cara invadiu um acampamento de estudantes e matou setenta.
    O grande naba, Cesar, é que os formadores de opinião só estão percebendo a seriedade do negócio agora, quando já pode ser tarde.
    No brasil, tudo, todos os avanços sociais conquistados nos últimos vinte e poucos anos estão sendo atacados neste momento.

    Posted by ubiratan canela | abril 3, 2014, 19:48
  5. Não há guinada reacionária. São como disse Tio César, apenas diferentes que pensam diferente. Que desejam pensar diferente. Afinal as universidades são justamente isso, o MELHOR e mais qualificado fôro para misturar, debater, exercitar as diferenças. Ou o apótegma tem validade exclusiva ao marxismo “democrático”, essa excrescência publicitária. Seria a mesma classe média que foi às ruas contra corrupção banalizada nesses anos de cleptocracia sistêmica ou aquela da Venezuela que não suporta mais a falta de tudo, de papel higiênico ao pão diário, mas, sobretudo, de liberdade?
    A ação foi atabalhoada, de alguma maneira. Se pretendiam prender um traficante, que sabiam traficante, havia e há, especialmente para os federais, meios muito mais eficientes e discretos que aquele.

    Posted by PAULAO | abril 4, 2014, 08:53
  6. Tá Ubiratan! 40 estudantes mortos, 600 feridos e 3000 presos sendo torturados pra vc é democracia na Venezuela? É invenção reacionária? Está bom! Entendi!

    Posted by Marcelo | abril 4, 2014, 11:20
  7. Sou do tempo que quem dava a “dura” era o Elói, e o homem não era fácil.
    “Quem pegar com bagulho entra no camburão e vai se explicar na delegacia”.
    Por isso não entendi esse rolo, foi pegado com fumo? Entra no camburão, assina o circustanciado (hoje tem isso, coza linda)e pronto,livre.
    Ou maconheiro universitário tem regalia para escolher como e com quem irá comparecer à chefatura?
    A casa caiu? Segura o rojão broder.

    Posted by Francisco | abril 7, 2014, 09:48
  8. Certos ou errados, policiais e estudantes, essa situação foi válida pra repensarmos as ações de ambos e que tipo de País somos, quem realmente é a maioria e quem é a minoria que consegue chamar a atenção, consegue manipular a opinião pública…reflexão!

    Posted by Celio Design | abril 11, 2014, 10:08
  9. césar! 3 meses de protestos na Venezuela! Mais de 3000 torturados! Estou aqui ainda esperando um belo texto seu sobre a ditadura da Venezuela! Afinal, 50 anos do golpe, temos que combater todas as ditaduras! Cubana e venezuelana, aliás de muita amizade com a perseguida da ditadura Dilma!
    Tem o vídeo do testemunho de alguns dos torturados neste blog!
    Afinal, ditadura nunca mais né?
    Abraço!

    http://aluizioamorim.blogspot.com.br/2014/04/as-vitimas-de-nicolas-maduro-o-tiranete.html?m=1

    Posted by Marcelo | abril 12, 2014, 14:56

Posts recentes

O fim de uma era
23 de maio de 2014, 17:27
Por Cesar Valente
E aí? Abandonou o blog?
6 de maio de 2014, 17:46
Por Cesar Valente
Brasília real aos 54 anos
28 de abril de 2014, 22:12
Por Cesar Valente
Beleza e crueldade
28 de abril de 2014, 22:01
Por Cesar Valente
A semana dos enigmas
17 de abril de 2014, 8:09
Por Cesar Valente

Arquivos