// você está lendo...

Florianópolis

Amor antigo (bonus)

Fpolis 288

Poema ao luar…

O hino de Florianópolis

Rancho de Amor à Ilha

Cláudio Alvim Barbosa

Um pedacinho de terra, perdido no mar!…
num pedacinho de terra, beleza sem par!…

jamais a natureza
reuniu tanta beleza
jamais algum poeta
teve tanto pra cantar
num pedacinho de terra,
belezas sem par.

Ilha da moça faceira
da velha rendeira tradicional
ilha da velha figueira
onde em tarde fagueira,
vou ler meu jornal

tua Lagoa formosa,
ternura de rosas
poema ao luar

cristal onde a lua vaidosa
sestrosa, dengosa,
vem se espelhar.

Discussão

Comentários estão desativados para este post.

Comments are closed.

Posts recentes

O fim de uma era
23 de maio de 2014, 17:27
Por Cesar Valente
E aí? Abandonou o blog?
6 de maio de 2014, 17:46
Por Cesar Valente
Brasília real aos 54 anos
28 de abril de 2014, 22:12
Por Cesar Valente
Beleza e crueldade
28 de abril de 2014, 22:01
Por Cesar Valente
A semana dos enigmas
17 de abril de 2014, 8:09
Por Cesar Valente

Arquivos