// você está lendo...

Ranzinzices

Sem saída

Museu da UFSC

O museu incompleto. Padrão "obra pública nacional". Foto: Agecom/UFSC

Os florianopolitanos assistiram a novela da reforma do Centro Integrado de Cultura (CIC), que depois de anos sem fim e montoeiras de dinheiro foi reinaugurado incompleto e faltando vários equipamentos importantes, como os de prevenção de incêndio.

Pois agora ocorre coisa semelhante com o Museu de Arqueologia e Etnologia da UFSC (Marque). É um prédio de quatro andares, uns 1.900 m2, que levou nada menos que dez anos (sim, uma década) para ficar pronto. Consumiu R$ 5 milhões e foi inaugurado em abril de 2012.

E o que acontece agora, pouco antes de completar dois anos da inaguração? Aquela coisa de sempre: tem espaços que não estão sendo usados porque não ficaram prontos e não tem dinheiro pra concluir. E os espaços que estão prontos, não têm equipamentos adequados de prevenção de incêndio, nem rotas de fuga desimpedidas.

Uma das “rotas de fuga” parece uma trágica gincana de mau gosto: tem nada menos que três portas chaveadas no caminho. Uma escada em caracol onde só passa uma pessoa de cada vez. E termina num cercadinho murado e gradeado, de onde ninguém sai.

Não é uma maravilha?

Discussão

Comentários estão desativados para este post.

  1. Faço a pergunta:

    Porque obra pública no Brasil é em geral, horrível e mal feita? Cadê o IAB?

    Posted by Eduardo Alves | março 13, 2014, 08:48
  2. Mais um, entre uma centena de motivos, para privatizar a UFSC. Em vários setores, principalmente, nas humanas, faz três meses que a turma está de férias. (Diria, sem medo de errar, que 50% dos funcionários e professores está de férias há três meses) Sumiram no começo de dezembro e voltam agora dia 18/03, mas, no caso dos servidores, já há uma chamada para paralisação. As férias continuam… O povo está pagando essa mamata, essa falta de respeito. Privatização da UFSC já.

    Posted by Cego | março 16, 2014, 08:53
  3. Não é só a UFSC que deveria ser privatizada. As universidades públicas no Brasil são uma das maiores excrescências deste país. São Ineficientes, perdulárias e um dos maiores antros de corrupção e privilégios do serviço público da nação.

    Posted by Max | março 16, 2014, 19:38
  4. É fods “torcer” contra as federais. Mas do jeito que está, não dá. Tem custo altíssimo, pois a maioria é administrativas, e os professores não querem dar aulas: ou é pesquisa ou acabam comissionados em gabinetes de políticos…

    Posted by Léo | março 17, 2014, 07:55
  5. É fods “torcer” contra as federais. Mas do jeito que está, não dá. Tem custo altíssimo, pois a maioria é administrativas, e os professores não querem dar aulas: ou é “pesquisa” ou acabam comissionados em gabinetes de políticos…

    Posted by Léo | março 17, 2014, 07:55
  6. “a maioria é administrativo”…

    Posted by Léo | março 17, 2014, 08:05

Posts recentes

O fim de uma era
23 de maio de 2014, 17:27
Por Cesar Valente
E aí? Abandonou o blog?
6 de maio de 2014, 17:46
Por Cesar Valente
Brasília real aos 54 anos
28 de abril de 2014, 22:12
Por Cesar Valente
Beleza e crueldade
28 de abril de 2014, 22:01
Por Cesar Valente
A semana dos enigmas
17 de abril de 2014, 8:09
Por Cesar Valente

Arquivos