// você está lendo...

Mão na botija

Laranjal na Sol intriga o TCE

Os Fundos sem fundo do governo catarinense (que vêm desde o reinado de Luís XV) são uma fonte inesgotável de inspiração e problemas. O susto mais recente é uma auditoria do Tribunal de Contas do estado (TCE) sobre os fundos da Secretaria do Esporte, Turismo e Cultura (não necessariamente nessa ordem). A investigação foi feita em 2012 e o processo estará pronto para ser examinado no plenário daquela casa de Contas assim que o auditor substituto de Conselheiro, Gerson Santos Sicca, que o recebeu há pouco, concluir seu voto.

A auditoria remexe com cadáveres que vários secretários que passaram por lá gostariam de manter enterrados.
Os gestores, nos períodos examinados, eram Gilmar Knaesel, Guilberto Chaplin Savedra, Valdir Walendowsky, César Souza Júnior e José Natal Pereira.

E qual é o problema com os Fundos desta vez? Segundo as palavras textuais do processo (RLA 12/00414486):

“Aprovação de projeto cujo proponente é pessoa jurídica sem fins lucrativos, mas o autor e executor do projeto é pessoa jurídica com finalidade lucrativa.”

Site do TCE

Consulta de processo no site do TCE

Entenderam? Darei um exemplo prático, que consta do mesmo processo: a Câmara Catarinense do Livro, entidade sem fins lucrativos, propôs, junto à SOL (sigla escalafobética da Secretaria da Cultura, Esporte e Turismo) a realização de um evento intitulado “Donna Fashion 2010 e Feira do Livro”. E levou, do governo bonzinho e louco para incentivar a cultura, a bagatela de R$ 300 mil. Só que o realizador do evento foi o Grupo RBS (Zero Hora e Diário Catarinense), que é empresa privada, com fins lucrativos.

Aí sabe como é que os auditores do TCE chamam essas entidades que emprestam a fachada para que a RBS leve uma graninha dos fundos? Isso mesmo: “laranjas”.

Que feio, o Florianópolis Convention e Visitors Bureau e a Câmara do Livro aparecerem num relatório oficial com esse apelido cítrico…

Os auditores baseiam-se, para pegar no pé dos secretários que permitiram a mamata, no art. 2º, § 2º, da Lei nº 13.336/05, que instituiu o Funcultural, o Funturismo e o Fundesporte no âmbito do SEITEC (Sistema Estadual de Incentivo ao Turismo, Esporte e Cultura). E no Decreto nº 1.291/2008, que a regulamentou.

O decreto estabelece claramente quem pode receber os recursos (só pessoas jurídicas sem fins lucrativos ou pessoa física que atenda a alguns requisitos). E, a certa altura (art. 42 item XIX) lembra que é proibido ao proponente “repassar os recursos financeiros recebidos pelo Fundo a outras entidades de direito público ou privado”.

Donde o espanto dos auditores, quando encontraram, nos processos auditados junto à “SOL”, projetos cuja realização integral é do Grupo RBS (tabelinha abaixo). E não dos proponentes “laranjas”.

Além disso, em todos os projetos houve também pagamento de “mídia” (compra de espaço publicitário para divulgação) exclusivamente à RBS, completando um quadro que preocupou os técnicos do TCE:

“Assim, diante do conjunto probatório existente nos processos de concessão e prestação de contas, dos projetos acima arrolados, constata-se que houve descumprimento das normas legais, com inversão das regras impostas, por parte da Secretaria, dos proponentes e Grupo RBS, visando atender interesses não contemplados legalmente.”

Uma das propostas do relatório é que o TCE represente ao Ministério Público Estadual, “para a apuração de possíveis ilícitos não administrativos”. Há quem imagine que o MPSC encontrará ali “favorecimento ilegal com a conivência passiva da SOL”. Outra é um puxão de orelhas no governo, para que cumpra a lei e pare de brincar com o dinheiro público dessa forma acintosa.

Tbela TCE

Fonte: RLA 12/00414486 TCE-SC

E AGORA?

Bom, ainda falta correr um certo volume de água sob a ponte. Porque, como todo manezinho que se preza sabe, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.

Uma coisa é o que os auditores encontraram nas suas investigações. Outra coisa é o que o cinturão de blindagem que o governo diz (em off) manter no TCE vai conseguir junto ao relator, pra transformar tsunami em marolinha.

No processo que vai a plenário constam, além do relatório dos técnicos (que contém, entre outras coisas, isso que eu comentei hoje), o parecer do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas (que, apesar do nome, nada tem a ver com o Ministério Público propriamente dito) e o parecer e voto do relator, a favor ou contra as conclusões dos técnicos. E aí, no pleno, ainda tem os votos dos demais conselheiros, todos ou quase todos alçados àquela posição por méritos políticos. O que nem sempre é uma coisa ruim.

Portanto, pode dar em nada. Ou pode virar num bafafá de ano eleitoral. Ou incomodar muita gente. Não foi por acaso, nem sem pensar no futuro, que o deputado Joares Ponticelli (do PP, ex-presidente da Alesc) pediu ao TCE – e levou, não faz muito tempo – uma cópia integral desse processo.

[Um agradecimento especial à boa alma que garimpou o relatório e generosamente compartilhou comigo]

ADENDO DA TARDE DE QUINTA

Acabo de saber que o parecer do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas, exarado em 5 de dezembro de 2013, é favorável ao relatório dos auditores. Na imagem abaixo, o parágrafo final do parecer.

Parecer do MPTC

A trama se adensa e a expectativa aumenta...

Discussão

Comentários estão desativados para este post.

  1. rá… servidores remetendo docs… como de costume…

    Posted by Felipe Martins | fevereiro 20, 2014, 11:56
  2. Meu Amigo Sr. César,

    Bom dia, Leio todos os dias sua coluna, e considero uma das melhores do Estado.
    Com relação a Matéria acima, não espanto, pois ” Esta Secretária de Estado de St. Catarina “, é considerada uma das mais Corrupta deste Governo ou a Mais Corrupta.
    Deveriam sim, todos ir para Cadeia e fechar de vez esta casa.
    Sr.Knassel, Sr. Savedra e Cia, não merecem nem viver, pois sempre estão fazendo mazelas e falcatruas com nosso dinheiro.
    Abraços à Todos e um ótima Semana.

    Ana Cristina Mafra dos Santos
    Florianópolis -SC

    Posted by Ana Cristina Mafra dos Santos | fevereiro 20, 2014, 12:24
  3. E depois… fica tudo como dantes no quartel de Abrantes.

    Posted by PAULAO | fevereiro 20, 2014, 12:42
  4. Depois recebe passe livre no Pleno do TC!
    Vamos ver o voto do Júlio, do Ribas e etc…

    Posted by Pela Verdade | fevereiro 20, 2014, 15:14
  5. E não vai dar em nada, como sempre. Que nem a greve na Fatma…Gean Loureiro conseguiu quebrar a Fatma em 6 meses de gestão…

    Posted by juca | fevereiro 20, 2014, 16:10
  6. Cesar, e esse despesão com a realização da FIFA no Costão do Santinho, não é parente dessas falcatruas?

    Posted by Belmiro | fevereiro 21, 2014, 01:29
  7. Se tá ruim pra eles imagine…

    *Leio no José Luiz Prévidi um triste cenário do Diário Catarinense, um dos principais impressos de Florianópolis, mas que desde novembro tem vendido menos de 2 mil exemplares diários nas bancas, cinco vezes menos que em outros tempos. Consequência: 16 pessoas dele serão demitidas até esta semana e o trabalho será o mais centralizado possível aqui em Porto Alegre; matérias de TV e moda da editoria de variedades serão produzidas aqui; o “Vida” terá duas páginas locais e as demais copiadas do equivalente de Zero Hora; noticiário nacional de política copiado da ZH; e o popular Hora de Santa Catarina (que vendeu 17 mil jornais por dia no mês passado e teve queda de 38% na vendagem) terá somente um repórter e adotará edições curtas das matérias do DC, sem material próprio à exceção das fofocas de televisão; as tiras de quadrinhos locais saem e entram as mesmas do Diário Gaúcho; a seção de esportes ficará com um profissional pois três sairão e será do DC o material.
    http://www.papodebola.com.br/24horas/20140224.htm

    Posted by Fabio | fevereiro 24, 2014, 13:54
  8. E as obras da Ponte Hercílio Luz?
    A empresa Espaço Aberto é a mesma que há 10 anos construiu o prédio dos CORREIOS em São José (BR-101 em frente a DVA).
    A obra dos CORREIOS ficou abandonada por 5 anos, até que a construtora obtivesse um “aditivo” para terminar a obra.
    Você não recorda do caso?
    Agora a mesma empresa está realizando as “obras” na ponte Hercílio Luz.
    Dá pena de ver como o nosso dinheiro dos impostos é utilizado em Santa Catarina.
    E o João Raimundo Colombo não sabia de nada…
    Até parece um ex presidente conhecido…

    Posted by Paulo Antunes de Souza | fevereiro 24, 2014, 20:22
  9. Vignatti apoiando a ditadura Venezuelana https://imageshack.com/i/mheb1hj Esse sabe tudo…

    Posted by juca | fevereiro 24, 2014, 22:09
  10. Ô juca, ele deve ter visitado todos os belos veleiros, de vários países sulamericanos, que passaram uns dias em Itajaí abertos à… visitação. Milhares de pessoas fizeram a mesma coisa.

    Posted by Cesar Valente | fevereiro 24, 2014, 22:28
  11. Tá e vc acha que ele não apoia a ditadura na Venezuela? O PT apoia …

    Posted by juca | fevereiro 25, 2014, 15:13

Posts recentes

O fim de uma era
23 de maio de 2014, 17:27
Por Cesar Valente
E aí? Abandonou o blog?
6 de maio de 2014, 17:46
Por Cesar Valente
Brasília real aos 54 anos
28 de abril de 2014, 22:12
Por Cesar Valente
Beleza e crueldade
28 de abril de 2014, 22:01
Por Cesar Valente
A semana dos enigmas
17 de abril de 2014, 8:09
Por Cesar Valente

Arquivos