// você está lendo...

Florianópolis

Ano novo, mais IPTU no povo!

“Os cadastros da Prefeitura mostram que em Florianópolis há, hoje, 171 mil residências (casas e apartamentos). O aumento médio será de 25%. Das 171 mil residências, apenas 252 (isso mesmo, 252) terão o IPTU reajustado acima de 75%. São imóveis cujo valor venal está em R$ 2,4 milhões (portanto o valor de mercado está acima de R$ 5 milhões). Isso representa 0,0014% do total de imóveis da cidade.”

Secretário de Comunicação da prefeitura da capital, tentando jogar água na fervura, dizendo que o aumento médio será de APENAS 25%.

Estamos, em Florianópolis, naquela época do ano em que a choradeira é geral. Quem tem terreno ou imóvel em zona (!) que valorizou nos últimos anos, morre de medo do índice que calcula o IPTU (Imposto sobre Propriedade Territorial Urbana) ser atualizado. Quem paga pouco, morre de medo de ter que pagar muito mais. Ou seja, quem tem imóvel tem medo.

E a boataria está grande. Ajudada, claro, pela fraca cobertura que os coleguinhas dos veículos de comunicação da cidade deram ao assunto. Acompanharam as brigas políticas e nada de mastigar, para o contribuinte, de quanto será o carcaço.

Falam, por exemplo, que o aumento do IPTU na capital será de 250% pra todos os terrenos ainda vazios. A prefeitura, assustada com o tamanho do boato, tenta mostrar que não é bem assim:

“O projeto de revisão da Planta Genérica de Valores prevê como maior taxação reajuste de 250% no IPTU para imóveis (terrenos) com potencial construtivo não edificados avaliados acima de R$ 2,4 milhões. Em Florianópolis há 23 mil terrenos não edificados. Apenas 828, ou seja, 4% do total, se enquadram no critério estabelecido pela prefeitura”.

Ou seja: 250% de aumento no IPTU será apenas para 828 terrenos, “que a prefeitura considera reserva de construtoras destinados à especulação imobiliária”.

Quem tem mais, claro, chora mais.

Discussão

Comentários estão desativados para este post.

  1. E quando a choradeira vem orquestrada pelo Sinduscon, daí que a pulga atrás da orelha coça! Os caras fazem página contra o aumento, mas a 20 anos sem aumento eles continuam ano após ano exorbitando o preço dos imóveis. É que nem gasolina! O raça de dissimulado!

    Posted by Juca | dezembro 17, 2013, 10:09
  2. Cesar

    Numa declaração do prefeito, ontem, ele fez um rápido balanço da administração:
    avançamos no plano diretor,
    avançamos no transporte coletivo,
    avançamos na saúde,….
    Faltou dizer: avançamos( no sentido de atacar) no contribuinte, com o aumento do iptu,

    Posted by abelardo | dezembro 17, 2013, 14:28
  3. ÔOpa! Será que o terreno ao lado do Residencial Berger, na rua Abel Capela/Capoeiras-Coqueiros, entra nessa de 250% de aumento do IPTU? terreno, único baldio, virou um lugar perigoso que é usado por traficantes e consumidores de drogas; o lixo abunda pela falta de educação de quem joga ali. Seguramente dá um prédio no terreno de 4 pisos mais garagem no subsolo e ático,vale tranquilo uns 3 milhões pelo ponto e qualidade construtiva, podologia super firme . Dizem que está em querela judicial, faz anos, mas pelo tempo que dizem isso, mais de 25 anos, já devem ter resolvido, já disseram na rua que era dos Berger, já que são confrontantes, mas não cercam nem muram, nada… Se fossem donos teriam murado nem que fosse para dar mais vagas de carros no prédio deles onde alugam apartamentos. Terrenos assim devem mesmo ser taxados com rigor, os donos nem limpam :/ Seria bom ver onde estão tais terrenos, algum mapa de existir, não?

    Posted by Lia | dezembro 23, 2013, 21:17

Posts recentes

O fim de uma era
23 de maio de 2014, 17:27
Por Cesar Valente
E aí? Abandonou o blog?
6 de maio de 2014, 17:46
Por Cesar Valente
Brasília real aos 54 anos
28 de abril de 2014, 22:12
Por Cesar Valente
Beleza e crueldade
28 de abril de 2014, 22:01
Por Cesar Valente
A semana dos enigmas
17 de abril de 2014, 8:09
Por Cesar Valente

Arquivos