// você está lendo...

Governo Colombo

Nos passos de D. Marisa

J. R. segue os passos de D. Marisa Letícia

Colombo ri

Um italiano risonho governa SC. Foto: A.C. Mafalda/SECOM

Lembram-se que há alguns anos a D. Marisa Letícia, bisneta de italianos e esposa do ex-presidente Lula recebeu a cidadania italiana em tempo recorde? Muitos descendentes, que penam em filas intermináveis, reclamaram pelo “processo preferencial”. D. Marisa, que não fala italiano, pode votar e ser votada na Itália, entrar nos EUA sem visto e, principalmente, estender aos filhinhos o mimo. Segundo ela, isso é que era importante, “para que eles tenham essa oportunidade, no caso de precisar”. Na época discutiu-se muito sobre que tipo de necessidade poderiam ter os filhos do poderoso Lula (e um deles, pelo menos, milionário), de correr para a Itália.

Pois bem, agora temos uma situação semelhante em Santa Catarina: o governador, desde o dia 18 de abril é cidadão italiano. E, pelo jeito, trata-se de um ato de governo: a entrega do certificado, que teoricamente seria uma coisa privada, foi anunciada pelo site oficial que divulga os atos administrativos com um certo alarde e um mal disfarçado orgulho provinciano. O texto – oficial, repito – começa assim: “Além de governador do Estado de Santa Catarina, Raimundo Colombo é agora um cidadão italiano”.

Leia a íntegra da nota clicando aqui.

Ser cidadão brasileiro, natural de Santa Catarina, pelo jeito, não significava muita coisa para o J. R. Mas agora podem todos dizer, de boca cheia, que o governador Raimundo além de governador, é um CIDADÃO ITALIANO!

Certificado

O certificado escrito em letras góticas, como convém.

Se entendi direito, o texto do certificado é o seguinte:

CERTIFICATO DI CITTADINANZA

Fascicolo A14950L
Visti gli atti di ufficio si certifica che:

COLOMBO
JOAO RAIMUNDO

Nato il 28/02/1955
a Lages (BRASILE)

É CITTADINO ITALIANO

Ah, e a entrega do certificado foi feita pelo próprio embaixador italiano, em cerimônia protocolar em palácio, confirmando o caráter de ato público que se deu à concessão de um título particular.

a entrega do certificado

O embaixador Trombeta (d) trouxe o certificado em mãos

Discussão

Comentários estão desativados para este post.

  1. É o famoso jeitinho brasileiro. A Europa está quebrada (exceto Inglaterra e Alemanha), mas ainda é Primeiro Mundo, com acesso livre (através de passaporte). Então, obtem-se o passaporte italiano para ter menos burocracia ao transitar pelas EUA e Europa.

    Mas que é feio se vangloriar disso, É!

    Posted by Léo | abril 23, 2013, 09:55
  2. Para isso o (des)governandor aparece rapidinho e sorritende…
    Já na época dos atentados e nas crises da educação e saúde… o ‘hômi’ some rapidinho…

    Posted by Ana Paula | abril 23, 2013, 14:08
  3. Ô JRC, como é que eu, neto de calabreses, consigo minha cidadania rapidinho, que nem o senhor? Dá uma ajudinha, vai.

    Posted by Mário Medaglia | abril 24, 2013, 07:49
  4. Convenhamos, é um ato muito caipira (no mau sentido) e colonizado.

    Posted by Fernando S | abril 25, 2013, 15:46

Posts recentes

O fim de uma era
23 de maio de 2014, 17:27
Por Cesar Valente
E aí? Abandonou o blog?
6 de maio de 2014, 17:46
Por Cesar Valente
Brasília real aos 54 anos
28 de abril de 2014, 22:12
Por Cesar Valente
Beleza e crueldade
28 de abril de 2014, 22:01
Por Cesar Valente
A semana dos enigmas
17 de abril de 2014, 8:09
Por Cesar Valente

Arquivos