// você está lendo...

Ranzinzices

Como é que é?

Absurdo! Na véspera de sair de férias Tio Cesar joga um montão de perguntas sem respostas no nosso colo!

??? A Celesc ia fazer uma licitação esta semana para escolher uma empresa de contato. Aquele pessoal terceirizado que atende o telefone quando a gente liga para a Celesc. A coisa foi suspensa pela Justiça porque alguém estranhou que, entre as exigências do edital, estava montar o “call center” em Lages.

Depois da suspensão a Celesc divulgou uma “explicação” sobre os motivos de ter que ter coisa na terra do governador. Falam sobre as qualidades da cidade, sua infraestrutura e sobre as dificuldades de mobilidade em Florianópolis. Vocês acreditam que o fato do governador ser de Lages não tem nada a ver com essa exigência? E que o fato do governador ter visitado em dezembro um call center enorme que se instalou… em Lages, também foi pura coincidência?

??? Tem umas ruas em Florianópolis, nas proximidades do Shopping Beiramar, que estão sendo “cuidadas” por uma sofisticada organização montada à margem do poder público. As áreas estão “loteadas” entre flanelinhas, que substituem o pessoal da Zona Azul. E têm, inclusive, pra quem quiser comprar, talões com os cartões de estacionamento (pra nada, porque a turma da Zona Azul, quando muito, passa uma vez por dia).

De tempos em tempos passa um “inspetor”, recolhendo dinheiro dos “cuidadores”. Pela quantidade que ele recolhe, talvez os flanelinhas não estejam só “cuidando” dos carros, mas também vendendo algumas outras coisas. Lembrancinhas da Madre Paulina, por exemplo. E aí vem a grande dúvida: por que será que não se vê policiais patrulhando essa região e inibindo o comércio de “lembrancinhas” e os achaques adicionais à zona azul?

??? O grande aterro que foi feito na década de 70 na baía sul da Ilha de Santa Catarina, bem em frente ao centro de Florianópolis, tinha dono: a União. Mas um dia, sei lá por que, algum prefeito resolveu dar parte daquela área pública para que comerciantes instalassem ali um camelódromo e uma feira de hortifrutigrangeiros.

Agora, depois de uma ação que dura alguns anos, a posse da área tem que voltar para a União. E o que fazem os comerciantes? Exigem um novo local de mão beijada. Os políticos que autorizaram a instalação daquele pessoal ali deveriam agora providenciar essa realocação usando seus recursos particulares. A fortuna que acumularam fazendo “favores” como esse, com chapéu alheio deve ser suficiente. Vocês não acham? Ou será que a prefeitura vai dar um jeitinho qualquer, com o nosso dinheirinho?

??? Por que só depois das grandes desgraças, as tais “autoridades” acordam e começam a fazer jogo de cena? Uns propõe mais leis, outros, que sejam feitas fiscalizações “rigorosas”. E nós todos estamos cansados de saber que isso é fogo de palha. Daqui a pouco volta tudo ao “normal”. Ou não volta?

??? Li “na internet” e esqueci de anotar o autor: “a entressafra “eterna” do etanol que mantém o preço desse combustível sempre alto, tornando-o inviável para pelo menos 98% dos Estados da Federação acaba quando?”

Discussão

Comentários estão desativados para este post.

  1. Quanto ao ítem “ausência de policiamento” é o seguinte: como disseram a Fazenda e a Adminstração,o governo estadual está pobre, tem que faturar. Por isso, polícia só em blitz na Lagoa ou na Via Expressa Sul. Tente achar algum controlando o trânsito ou dando segurança aos cidadãos pelos cantos da cidade cheia de turistas.

    Posted by Mário Medaglia | janeiro 31, 2013, 08:52
  2. Naquelas ruas proximo ao shopping aparecem policiais,mas não é para pegar flanelinhas,Eles vão lá, DEPOIS DAS 10hs DA NOITE,PARA MULTAR CARROS.CONCLUSÂO TEM SOBRA DE POLICIAMENTO.No evento da rbs não tinha mais de 500 policiais???

    Posted by Ananias | janeiro 31, 2013, 12:16
  3. Tio Cesar,
    Hó,ió,ió… de tolo não tenx nada! jogando verde pra colher podre, né ôh instepô! Mas já que insistes olha só essa aqui: Para o Call Center da Celesc, só haveria uma única empresa habilitada na região de Lages para executar a tarefa. Trata-se da Flex Center que se instalou por lá a menos de um ano e é de propriedade de uns amiguinhos do Raimundo. Como a coisa ficou muito direcionada, ainda bem que alguem viu e denunciou a manobra. poderia já existir mais uma alternativa para este serviço na cidade de Lages, caso o Call Center que a empresa estatal de informática CIASC já tivesse concluido o projeto de instalação deste serviço no Antigo Escritório da Sec da Fazenda no Centro de Lages. Mas, o link a seguir resume bem a quantas anda este empreendimento >>
    http://www.olivetesalmoria.com.br/inicio/682-obras-de-reforma-do-call-center-do-ciasc-nao-foram-pagas-ainda.html

    Fala Serio!!!

    Posted by tetsuo | janeiro 31, 2013, 14:16
  4. São aquelas coisas que todo mundo pensa, mas ninguém (nem os “órgãos de controle”) tem coragem de falar.

    Posted by Fernando S | fevereiro 1, 2013, 15:01
  5. Com a palavra a Policia Federal e Ministerio Publico.A celesc cometeu crime ambiental e agora como fica? quem paga a conta?

    Posted by curio | fevereiro 2, 2013, 13:55

Posts recentes

A semana dos enigmas
17 de abril de 2014, 8:09
Por Cesar Valente
Sexta-feira santa. Santa?
17 de abril de 2014, 7:08
Por Cesar Valente
Não entendo!
15 de abril de 2014, 7:08
Por Cesar Valente
E o jornal de domingo?
13 de abril de 2014, 15:00
Por Cesar Valente
Que vivam os estudantes!
3 de abril de 2014, 7:08
Por Cesar Valente

Arquivos