// você está lendo...

Governo Colombo

O pneu furado do governador nº 2

Em pleno exercício (da presidência do PMDB?) o Dr. Moreira vive assinando convênios, anunciando bondades e inaugurando obras.

Dr. Moreira

Fotos: Jefferson Baldo/GVG, Carla Trentin/SDR Maravilha e James Tavares/SECOM

No sábado o Dr. Moreira foi notícia porque um pneu do avião em que ele viajava de Três Barras, no Planalto Norte, para Florianópolis, estourou e o pouso se transformou numa operação cercada de cuidados e de riscos.

Tudo correu bem e o vice-governador e demais ocupantes da aeronave desceram sem problemas. Só que ficou no ar, congelada, aquela velha nuvem carregada de dúvidas que continua a pairar sobre as atividades para-governamentais do governador nº 2.

Algumas das dúvidas:

1. O que tanto “governa”, pra cima e pra baixo, um vice-governador que não teria, exceto na ausência do governador nº 1, funções administrativas?

2. Que tanta coincidência é essa, de serem realizados eventos partidários nos locais onde o governador nº2 foi? E onde chegou usando veículos oficiais de uso vedado para atividades político-partidárias?

Essa multiplicação de governadores é fato corriqueiro em Santa Catarina. LHS estimulava essa proliferação e em algumas ocasiões o estado chegou a ter uns três ou quatro governadores “governando” ao mesmo tempo. Dois no exterior, dois por aqui mesmo.

A “liberação” do vice para atuar “por toda Santa Catarina” parece ser uma forma que o cordato Colombo encontrou, para acalmar o irrequieto PMDB, que não se conforma que a tríplice aliança tenha outros partidos. E que, num acordo de alternância no Poder, outros partidos fiquem com a parte mais macia da carne.

Só que… a forma como estão misturando a atividade político-partidária com as atividades administrativas, enche de indignação quem se preocupa com o exercício ético da política e com o cumprimento das normas legais no exercício do governo.

No Cangablog (www.cangablog.com) o jornalista Sérgio Rubim foi mais longe, publicando o trecho de uma conversa no tuíter em que membros do governo informam publicamente, sem qualquer cuidado, que estão indo para um evento partidário usando um avião oficial.

Transcrevo:

“Mas isso não é de hoje. Pinho Moreira é useiro e vezeiro na arte de usar avião público em favor do seu PMDB. Vejam o que twitou o seu assessor de imprensa, Rodrigo Comim (@RODRIGOCOMIN1), em 31 de janeiro de 2012:

\”No hangar do governo com o secretario Acélio Casagrande, vamos para Criciúma com o Vice governador\”
\”Presidente do Deinfra (Paulo Meller) e Acélio Casagrande já presentes. Vamos todos para Criciúma, evento do PMDB\”

Por isso tudo é que acidentes como um pneu furado não são nada, perto das demais circunstâncias dos deslocamentos do vice-governador (e, em alguns trechos e situações, também do governador) pelo estado. Donos do campinho e senhores da cocada preta, não se preocupam muito em manter estanques as duas atividades (legítimas) que exercem concomitantemente.

E certamente sabem que a gente sabe que usam dinheiro público (e carros e aviões e helicópteros e servidores em horário de expediente) para “fazer partido” e pavimentar suas campanhas e de seus candidatos preferenciais. Mas também sabem que nada vai acontecer com eles. Estão, como se diz modernamente, “blindados”. As boas relações entre os poderes e a maioria no legislativo, em especial, têm papel importante na tranquilidade com que os governadores desafiam a lei e o bom senso.

Raimundo e Dr. Moreira

O governador nº1 é o da esquerda, o João Raimundo. À direita o governador nº2, Dr. Moreira. Os dois percorrem o estado assinando, anunciando e inaugurando. Essa “multiplicação de governadores” é uma invenção patenteada pelo LHS, pra tentar multiplicar votos. Foto: James Tavares/SECOM

Discussão

Comentários estão desativados para este post.

  1. É a descentralização do(s) chefe(s) do executivo…

    Posted by Luiz Carlos Schneider | maio 24, 2012, 11:22
  2. “Este Governo não passa de uma pneu furado mesmo”!

    Marca aí Tio Canga: quanto tempo vai demorar para sair a “ponte/tunel”lançada hoje?

    O Governador (n.1) falou ano passado que iria começar imediatamente, não!

    É isto aí, parodiando a campanha: “Meu avião em primeiro lugar”!

    Posted by lf | maio 24, 2012, 15:31
  3. E a grana continua saindo pelo ralo, é só pedir ao padrinho:

    Dário Oficial do dia 24/05/2012 – página 09

    SECRETARIA DE ESTADO DE TURISMO, CULTURA E ESPORTE – EXTRATO DE CONTRATO DE APOIO FINANCEIRO – ESPÉCIE: Termo de Contrato nº 6795/2012-4, referente ao Fundo de Incentivo ao Esporte – FUNDESPORTE . CONVENENTES: O Estado de Santa Catarina, através da Secretaria de Estado dE Turismo, Cultura e Esporte – SOL e Associação de Ginástica Desterro. OBJETO: O objeto do presente Contrato é o repasse de recursos financeiros a serem aplicados no projeto “Associação de Ginástica Desterro – 2012”. PTEC 4187/2012. VALOR DOS RECURSOS: Total R$ 200.000,00 (duzentos mil reais), incentivados pelo Estado. CRÉDITO ORÇAMENTÁRIO: A despesa correrá a conta da Ação 11712, Item Orçamentário 33.50.43.01, Fonte 262, do Orçamento do Estado para 2012. PRAZO E VIGÊNCIA: O presente contrato tem início a contar da data de 23 de maio de 2012, com vigência de 12 meses. SIGNATÁRIOS: José Natal Pereira, pela Secretaria e Gabriela Breggue da Silva, pela entidade.

    Posted by Osvaldo Peixoto | maio 24, 2012, 17:20
  4. Enquanto isto,o servidor estadual, para participar de uma reunião tecnica em outra cidade tem que ter a aprovação do grupo gestor do estado.

    Posted by Mario | maio 24, 2012, 18:42
  5. Eu atribuo todos esses “desmandos descentralizados” tanto ao governador, como também ao Poder Judiciário e Ministério Público de Santa Catarina.
    Poderes omissos e coniventes, sempre de “pires não mão” em busca de aumento de cargos e nomeações interesseiras.

    Posted by Ramirez | maio 24, 2012, 22:57
  6. Buraco recorrente, um desafio a engenharia mundial

    Ele se esconde próximo ao Corporate Park, na SC 401, fica assim escondidinho durante os dias de sol, mas a qualquer chuva ele retorna exuberante deixando vários motoristas no meio do caminho.
    Maldoso, ele quebra rodas,explode calotas, fura pneus.
    A Polícia corre para sinalizá-lo e no primeiro dia de sol alguém vai lá cubri-lo dizendo sempre que desta vez o conserto será definitivo.
    Este buraco teimoso é, sem sombra de dúvida, um desafio a engenharia mundial.
    Permito-me sugerir que tragam alguns engenheiros japoneses, ou quem sabe de Dubai, para um estudo de caso mais profundo.

    Posted by Kate | maio 25, 2012, 21:30

Posts recentes

O fim de uma era
23 de maio de 2014, 17:27
Por Cesar Valente
E aí? Abandonou o blog?
6 de maio de 2014, 17:46
Por Cesar Valente
Brasília real aos 54 anos
28 de abril de 2014, 22:12
Por Cesar Valente
Beleza e crueldade
28 de abril de 2014, 22:01
Por Cesar Valente
A semana dos enigmas
17 de abril de 2014, 8:09
Por Cesar Valente

Arquivos