// você está lendo...

Deputados

O embaixador chinês

Merisio e Jailson

Merísio (e), Jailson (de pé) e o dinheiro chinês. Molecagem sobre foto da Alesc/Divulgação

O deputado Jailson Lima (PT) é sócio da “Asian Trade Link” (asiantradelink.com.br), uma empresa com sede no Rio de Janeiro que, como o nome diz, se dedica a juntar compradores e vendedores. A intermediação é feita, em geral, reunindo vendedores chineses e compradores brasileiros.

O deputado Jailson Lima (PT), foi várias vezes à China, país onde a empresa da qual ele é sócio tem escritório e onde realiza seus principais negócios, em viagens financiadas pelo povo catarinense. Os deputados, sabe-se lá por que, acreditaram nas juras do Jailson, que de uma coisa não tinha nada a ver com a outra e autorizaram as viagens.

Na última viagem para estimular negócios da China, até o presidente da Alesc, deputado Gelson Merísio, foi junto. Todos empenhados em transformar aquela outrora vetusta (ok, nunca foi muito vetusta) casa de Leis, num Itamaraty genérico.

Aliás, a Alesc parece que está se preparando para se transformar no Ministério das Relações Exteriores dos Deputados Negociantes de Santa Catarina.

O CAÇADOR DE CORRUPTOS

Mas voltando ao deputado Jailson: embora tenha interesses declarados no incremento de negócios entre China e Brasil, tenta fazer-nos crer que suas viagens “a serviço” à China são totalmente desprovidas de conflitos de interesse.

Pois muito bem, o deputado, além dessa atividade diplomática e comercial, dedica-se a apontar aberrações nas folhas de pagamento dos Poderes e na forma como foram concedidas aposentadorias. Seus desafetos dizem que ele entrou nessa pra criar uma espécie de cortina de fumaça que nos fizesse esquecer da sua militância chinesa.

Bom, mas aí a coisa fica ainda mais interessante, porque os fatos que ele tem trazido a público, embora não fossem desconhecidos, estavam mesmo precisando ser colocados sob o holofote da opinião pública.

Prestou, com isso, um bom serviço, o deputado caixeiro-viajante? Claro, sem dúvida. A epidemia de aposentadorias por invalidez é um escândalo que a Alesc tenta manter sob o tapete faz tempo. Os salários acima do teto, nos três poderes, também é coisa de arrepiar os cabelos, que precisa ser discutida e esclarecida.

E, pelo jeito, o deputado-comerciante vai tentar faturar uns votinhos em cima do marketing do caçador de corruptos. Aproveitando que algumas entidades marcaram pra fazer manifestações anti-corrupção no dia 15, ele, espertamente, lançou um concurso (veja o texto no quadro abaixo ou no site do deputado). E já conseguiu fazer mais um negócio, divulgando uma empresa produtora de tablets.

Texto concurso Jailson

Ah, o tablet deve ser fabricado na China...

O AMIGO DO INIMIGO

É, sem dúvida, uma postura ambígua, a de fazer discursos contra corrupção num dia e no outro atuar como embaixador da China, utilizando-se do mandato parlamentar.

Os chineses, como vocês talvez saibam, estão entrando com tudo na cadeia produtiva da soja no Brasil. Vão investir bilhões na produção, no beneficiamento e no equipamento de portos (olha São Francisco do Sul aí, gente!), para terem controle sobre o preço e não ficarem sujeitos às oscilações do mercado.

Os produtos chineses são concorrentes diretos e ameaçadores de todas as indústrias catarinenses. Os coitados dos industriais locais até compram máquinas chinesas pra tentar reduzir os preços, mas quando os produtos acabados chineses (trazidos, ora vejam só, em parte graças aos bons serviços do deputado Jailson) chegam, não tem jeito, é aquela água.

Jailson, Merísio e tantos outros deputados estão, ao que parece, fascinados com a montanha de dinheiro que os chineses vão colocar no porto de São Francisco e em outros negócios Brasil afora. Tanto que nem se preocupam com a repercussão de seus gestos de amor incontrolável e profundo pelo comércio internacional. Decerto nem vão lucrar nada com isso. Puro espírito público. Todos candidatos a santos, anjos e querubins.

Ah, um tema legal para as atividades investigativas do deputado Jailson é o exame (e a divulgação, caso encontre algum esqueleto) dos atos de seu presidente, Gelson Merísio (PSD). A recente compra de mobiliário para a Alesc, por exemplo, seria um bom teste da sua seriedade.

Discussão

Comentários estão desativados para este post.

  1. Negócio da China!

    Posted by Luiz Carlos Schneider | novembro 17, 2011, 09:47
  2. Pessoa pública “comprar” seguidores no twitter com um tablet não pode ser consirado um tipo de corrupção?

    Posted by Ricardo | novembro 17, 2011, 11:11
  3. A desindustrialização nacional via importações predatórias está de acordo com a filosofia do partido dominante: Acabar com os ‘capitalistas’, donos das industrias brasileiras. Agora, com os incentivos e a assessoria (Lobby)aos importadores herdados do governo LHS, somados ao cipoal tributário, burocrático e do alto custo financeiro, nem precisam mais dos sindicatos para infernizar e inviabilizar a industria nacional.

    Posted by Max | novembro 17, 2011, 11:33
  4. Eta “esquerda” de dar inveja à “direita”!
    Será que esta turma não sabe que vida política para viabilizar vida econômica cheira mal?
    E não vamos nos esquecer das diárias de “solidariedade” aos desabrigados.
    Pelo visto PT e PSD estão bem na foto; basta olhar o “encanto” do Merisio!

    Posted by luiz fernando | novembro 17, 2011, 14:55
  5. Foi só vc denunciar o paladino da moralidade que a Mesa da Alesc concedeu licença de 60 dias ao nobre deputado para tratar de assuntos particulares(pag. 20 do Diário da Alesc do dia 16/11/12 – ato seguinte, na página 21, publica aviso de licitação para contratação de empresa especializada para ministrar curso de Mandarim aos seletos funcionários da casa. Que maravilha esse legislativo, lá tudo pode, quando o desejo é maior.

    Posted by Osvaldo Peixoto | novembro 17, 2011, 16:48
  6. E sabem quem assume por 60 dias a vaga do paladinno Jailson Lima ? Ela, sim ela mesmo a pastora Odete de Jesus….ai Jesus…

    Posted by Osvaldo Peixoto | novembro 17, 2011, 16:49
  7. Ai Osvaldo… Qta notícia ruim! Eu heim! Até parece que eles são ruins! Nós é que reclamamos muito! (… ai Jesus…) Não teremos árvores subterrâneas este ano? E show internacional? Tb não? E metrô? HumMmm… Papai Noel malvado!

    Posted by Aline Graziela | novembro 17, 2011, 22:18
  8. Interessante a Comunicação do Governo, as notícias não são publicadas nos saites tipo Portal do Servidor ou do próprio wwww.sc.gov.br mas tão-somente na coluna do Moacir Pereira.
    Ex. notícia de antecipação do 13º

    Posted by Kate | novembro 18, 2011, 11:39
  9. Ainda sobre a comunicação do governo, pelo saite http://www.sc.gov.br ainda estamos em outubro.

    Posted by Kate | novembro 18, 2011, 11:46
  10. Kate, estas páginas http://www.sc.gov.br é coisa do passado. Agora na governança raimundiana as hot news (atualizadas até ontem) vão parar tudo no Blog do ilustre >> http://www.raimundocolombo.com.br/
    Não vá dizer que é egocentrismo, apenas se evita de publicar redundâncias em mais de um site. Ah, quando acessar o blog aproveita e já adquire um exemplar da obra “Povo tem Nome Rosto e Endereço” , agora só falta ter mais noção na próxima eleição, He,he,he

    Posted by Tetsuo | novembro 18, 2011, 15:58
  11. Detalhe que essa empresa do tablet (braox) é a mesma que ganhou a licitação dos computadores da assembléia, que coincidencia!

    Posted by Fabricio | novembro 19, 2011, 11:37
  12. Esta Braox ganha sempre licitaçoes de computadores desde o governo LHC, eles tem um produto que é imbativel aos concorrentes um tal de ALL in one, os editais não deixam margem para nenhum outro, os caras são a nova APPLE de SC.

    Posted by renato | novembro 20, 2011, 09:22
  13. Do Josias de Souza:

    Rascunho de projeto para um Ministério da Corrupção
    Guto Cassiano

    Acabar com a corrupção é o objetivo de todos os políticos honestos. Sobretudo daqueles que ainda não chegaram ao poder.

    A despeito das boas intenções coletivas, a corrupção anda tão desavergonhada que já roubou até o benefício da dúvida.

    Tudo indica que a corrupção é, hoje, o empreendimento que mais cresce no país. Porém…

    …Porém, como os corruptos raramente são denunciados e nunca são punidos, as estatísticas sobre a pujança do setor são imprecisas.

    A encrenca reclama arrojo e criatividade. Já que é impossível acabar com a bandalheira, o governo precisa organizá-la.

    Não se pode mais tolerar que os corruptos, dispersos pelos ministérios, trafeguem em faixa própria, sem método e sem critérios.

    Como primeira providência, sugere-se a criação do Ministério da Corrupção. Vai abaixo um rascunho de projeto-de-lei:

    Capítulo I – Das disposições preliminares

    Art 1o: Fica criado o Ministério da Corrupção.

    Art 2o: Esta lei estabelece normais gerais relativas ao tratamento diferenciado e favorecido a ser dispensado aos corruptos no âmbito dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos municípios.

    Capítulo II – Da definição dos corruptos

    Art 3o: São corruptos, para os efeitos desta lei, homens e mulheres que, embora muito parecidos com os não-corruptos, diferenciam-se destes pela taxa de sucesso.

    § 1o – São corruptos de pequeno porte aqueles que se diferenciam dos não corruptos por taxas de 5% a 10%. De médio porte, aqueles cujas taxas oscilam de 10% a 30%. De grande porte, os que extrapolam os 30%.

    Capítulo III – Da organização administativa

    Art 4o: O cargo de ministro da Corrupção será exercido por corrupto com notória especialização, medida pela incompatibilidade dos bens com os rendimentos.

    § 1o: Como os demais ministros, o titular do Ministério da Corrupção participa das reuniões ministeriais, só que embaixo da mesa.

    Art 5o: Cabe ao CGC (Comitê Gestor da Corrupção), órgão auxiliar do ministro, estabelcer cotas de desvios para cada repartição pública.

    Art 6o: Cabe também ao CGC administrar o CUC (Cadastro Único dos Corruptos). Os corruptos serão divididos no CUC conforme o setor em que roubam.

    - Paragrafo único: Mediante pagamento de comissão, o CGU providenciará para que os corruptores tenham acesso ao CUC. O objetivo da medida é evitar a escolha do corrupto errado, desburocratizando o mercado negro dos favores ilícitos.

    Capítulo IV – Dos incentivos tributários

    Art 7o: Ficam isentos do pagamento de tributos os corruptos que, tendo realizado todo o seu potencial, se abstenham de mandar o fruto do roubo para o exterior, mantendo o dinheiro no Brasil e ajudando a movimentar a economia do país.

    Capítulo V – Das disposições finais

    Art 8o: Fica formalmente extinta, no âmbito da administração pública, a probidade.

    Art 9o: Esta lei entra em vigor na data de sua publicação.

    Art 10o: Revogam-se as disposições e também as indisposições em contrário.

    Posted by Catarina | novembro 20, 2011, 22:24
  14. Palmas para a idéia e esboço para a criação do novo MINISTERIO DA CORRUPÇÃO. Isto merece ser divulgado – afinal..”se você não consegue vencer o inimigo, torne-se um deles e alie-se a ele,,,”. Parabéns ao internauta.

    Posted by Max | novembro 21, 2011, 10:55
  15. Gozação e ironias a parte, mas para quebrar esta leviandade e abuso no trato da coisa pública uma tratamento de choque é um dos atalhos. A nossa cultura do ‘politicamente correto’ não iria aprovar movimentos mais radicais.

    Posted by Max | novembro 21, 2011, 12:58
  16. Caçar corruptos traz votos, mas atrai muitos inimigos (e poderosos).
    Força Dr. Jailson!

    Posted by Marreta | novembro 21, 2011, 19:51

Posts recentes

O fim de uma era
23 de maio de 2014, 17:27
Por Cesar Valente
E aí? Abandonou o blog?
6 de maio de 2014, 17:46
Por Cesar Valente
Brasília real aos 54 anos
28 de abril de 2014, 22:12
Por Cesar Valente
Beleza e crueldade
28 de abril de 2014, 22:01
Por Cesar Valente
A semana dos enigmas
17 de abril de 2014, 8:09
Por Cesar Valente

Arquivos