// você está lendo...

Jornalismo

Sábado criciumense

Com chuva ou sol, na livraria Fátima

Com chuva ou sol, na livraria Fátima, dez da manhã do sábado

Neste sábado, às dez da manhã, estarei na livraria Fátima (praça Nereu Ramos, centro de Criciúma), para encontrar colegas, amigos e ex-alunos, lançar o “De Olho na Capital” e falar um pouco sobre jornalismo.

O livro, que já está circulando em algumas cidades, é uma coletânea dos “melhores momentos” da coluna De Olho na Capital que mantive por quase cinco anos no Diarinho. A seleção foi feita com um cuidado especial: manter apenas as notas que não caducam. Assim, mesmo que algum comentário sobre montagem de governo recém eleito, por exemplo, refira-se a 2006, dá pra pensar sobre o que está acontecendo agora.

E o material sobre (des) governo metido em maracutaias nunca perde a validade. As coisas continuam do mesmo jeito. E tem, além dos textos, as ilustrações originais, publicadas no jornal. Ou seja (como gosta de dizer o Lula), se cansar de ler, pode olhar as figurinhas.

A conversa do velho professor trata basicamente de uma questão que me preocupa atualmente: o jornalismo está fervilhando, cheio de novidades, informações abundam, mas os jornalistas andam borocochôs. Uns, ainda estão traumatizados (ou “dramatizados”) com o fim da regulamentação profissional no Brasil. Outros, assustam-se com o encolhimento dos postos tradicionais de trabalho de jornalistas (nas redações dos grandes veículos) e com a retração dos salários. E, finalmente, no mundo todo, há uma “crise dos jornais” que não ajuda a animar ninguém.

E as novas ferramentas, criadas no mundo conectados, que papel podem exercer na vida do jornalista? Que profissional tenho que ser para continuar sobrevivendo?

São várias indagações em torno de um mesmo tema, que sintetizo em poucos minutos pra não cansar a turma. E depois, se houver interesse, podemos ficar trocando idéias, discutindo e chorando uns nos ombros dos outros.

Se vocês estiverem em Criciúma ou região neste sábado, apareçam. Se souberem de alguém que está por aqui, avisem. Em geral, as reuniões de jornalistas promovidas pela seção criciumense da Associação Catarinense de Imprensa, são muito legais. Nem tanto pelos convidados de fora, mas principalmente pelo pessoal animado e prepocupado com a profissão que tem por aqui.

É fácil: sábado, dez da manhã, na livraria Fátima, praça Nereu Ramos. Os livros, é claro, continuarão à venda na livraria nos próximos dias, pra quem não conseguir dar uma chegada lá amanhã.

Espero vocês.

Estão todos convidados!

Estão todos convidados!

Discussão

Comentários estão desativados para este post.

  1. Posted by Hélio A. Schuch | novembro 6, 2010, 18:10
  2. Hélio, o espaço “bookstore” da Livraria Fátima também é bem legal. Tem sala para palestras e eventos culturais e todos os “equipamentos” das livrarias modernas, como cafezinho, poltronas, ambiente agradável e, naturalmente, muitos livros. Sem falar que fica numa praça que, aos sábados, fervilha: “todo mundo” passa por lá.

    Posted by Cesar Valente | novembro 6, 2010, 19:06
  3. César, por engano escrevi “melhor” quando na verdade queria dizer “maior”.

    Posted by Hélio A. Schuch | novembro 6, 2010, 19:46

Posts recentes

O fim de uma era
23 de maio de 2014, 17:27
Por Cesar Valente
E aí? Abandonou o blog?
6 de maio de 2014, 17:46
Por Cesar Valente
Brasília real aos 54 anos
28 de abril de 2014, 22:12
Por Cesar Valente
Beleza e crueldade
28 de abril de 2014, 22:01
Por Cesar Valente
A semana dos enigmas
17 de abril de 2014, 8:09
Por Cesar Valente

Arquivos