// você está lendo...

Eleições 2010

E aí? Vais votar em quem?

Por mais que as campanhas apliquem-se em fazer bons programas emocionais, digo, eleitorais, em apresentar o candidato por diversos meios (até irritando o eleitor, ao atulhar sua caixa postal), a verdade é que, nestes últimos minutos antes de ir à urna, o eleitor se aconselha e confirma suas decisões num círculo restrito, de amigos muito chegados e parentes.

É nas conversas ao pé do ouvido desses últimos dias, que cada um vai consolidando sua listinha de votação.

– Estou pensando em votar no fulano pra estadual, no cicrano pra federal e no beltrano pra senador. O que achas? Vais votar em quem?

Esse é o momento da verdade, em que tudo o que foi visto, ouvido e imaginado ganha seus contornos finais. Nessas conversas o voto pode mudar da água pro vinho.

– Que nada, cara, o fulano é um idiota, conheço ele, foi colega do meu tio na repartição e só fazia m… um abobado, cheio de pose…

O que define muito voto, portanto (na minha opinião, que é baseada na experiência de várias eleições, mas sem base “científica”), nem sempre são as tais “propostas”, um chavão que de tão mal usado, ficou sem sentido. Mas o conselho daqueles em quem confiamos. E a necessidade de acompanhar, nesse momento tão importante, o grupo ao qual pertencemos. Uma espécie de consenso tribal que nos garante que até podemos errar, mas não vamos errar sozinhos.

Aqui na construção da minha listinha particular, que levarei domingo para digitar na urna, tenho tido enormes dificuldades. Excesso de nomes para deputados e escassez para senador e governador. Nas regiões catarinenses onde há campanhas para votar nos candidatos a deputado do local, talvez a escolha fique um pouco mais fácil, pela eliminação dos “estrangeiros”. Em Florianópolis, terra onde candidatos de todos os tipos e regiões querem beliscar uns votinhos, resta-nos conversar muito, sempre em particular (ou em mesas de bar), com nossos considerados, pra chegar aos nomes que vão receber o cheque em branco. A procuração de plenos poderes.

E que, como das outras vezes, vão acabar nos decepcionando em maior ou menor medida. Mas paciência, é do jogo. Um dia a gente ainda aprende a votar.

Discussão

Comentários estão desativados para este post.

  1. Cesar,

    Pouca vergonha o STF! O país não tem mais jeito.

    Um mesmo ministro, e foram dois, deram votos diferentes na mesma matéria. No TSE votaram de uma forma e no STF de outra.

    Pouca vergonha!

    Não como acreditar no Legislativo, bando de corrruptos (compram até bateria para Assembleia), no Executivo – os escandalos se sucedem, e agora a alta corte faz essa lambança dois dias antes da eleição.

    Espetáculo!

    Como diz o personagem do Jô – “tira o tubo”.

    Posted by Pedro de Souza | outubro 1, 2010, 10:11
  2. Eu tb estou com muuuuitas dúvidas. Meus amigos e parentes tb estão com dúvidas, o que não ajuda muito. Cada pessoa coloca sua experiência como pode. A minha rua, por exemplo, começou a ser asfaltada em maio, e a prefeitura ainda não terminou o serviço. Quem mora na minha rua? A Sra. Angela Albino. Portanto, se ela não tem forças nem pra solicitar ao Dário e aos vereadores que arrumem esta baita sacanagem que fizeram aqui, vou gastar meu precioso voto com ela? Tá certo que ela não é da Prefeitura, ou da Câmara de Vereadores, mas ela poderia dar uma forcinha, solicitar, fazer algo, sei lá. Cinco meses que a minha rua está uma baderna. Tem candidato que é colega de trabalho. Não faz nada na empresa, e tem a cara de pau de pedir voto na televisão. Acho o fim da picada. Se ele é tão entusiasmado e tão pró-população, pq não trabalha e se esforça para merecer o salário que recebe? E assim nós caminhamos, pescando informações com conhecidos daqui e dali, tentando sair desta “roubada”. Tarefa difícil…

    Posted by Aline | outubro 1, 2010, 14:22

Posts recentes

O fim de uma era
23 de maio de 2014, 17:27
Por Cesar Valente
E aí? Abandonou o blog?
6 de maio de 2014, 17:46
Por Cesar Valente
Brasília real aos 54 anos
28 de abril de 2014, 22:12
Por Cesar Valente
Beleza e crueldade
28 de abril de 2014, 22:01
Por Cesar Valente
A semana dos enigmas
17 de abril de 2014, 8:09
Por Cesar Valente

Arquivos