// você está lendo...

Eleições 2010

O ponto alto do debate: a operação do Colombo

O último debate dos candidatos a governador na RBS foi morno, devagar quase parando. Acho que a fórmula utilizada e aquela esdrúxula conversa de surdos em que o “candidato pergunta a candidato” acaba se transformando, ajuda a produzir um programa chato, monótono, que talvez nem seja de muita utilidade para os indecisos.

Mas ontem a Ideli (PT), com seu blazer vermelhão, enfiou o dedo numa ferida cirúrgica do Colombo (DEM): disse que o candidato, alguns figurantes e uma equipe de filmagem teria invadido o centro cirúrgico do Hospital Geral e Maternidade Tereza Ramos, de Lages, para gravar cenas para os programas do horário político. E que teria feito a denúncia ao Ministério Público. Por causa do formato do debate (ou por não querer perguntar diretamente ao citado), Ideli acabou incluindo o caso numa pergunta ao Novaes (PV), que não tinha nada com o peixe. Colombo não pediu direito de resposta nem comentou depois o caso.

Os documentos reproduzidos abaixo mostram duas páginas do livro onde os funcionários registram as ocorrências do centro cirúrgico do hospital nos seus plantões. Seria a confirmação do que Ideli disse: o centro cirúrugico foi utilizado para a gravação e logicamente ficou interditado por terem entrado ali pessoas e equipamentos não desinfectados. Durante o período, pelo menos um procedimento cirúrgico teve que ser adiado. Pena que o sindicato que obteve as cópias enviou-as em baixa resolução. Mas acho que mesmo assim dá pra entender o que está escrito.

Os detalhes da "operação"

Os detalhes da "operação"

"Fato inacreditável"

O "fato inaceitável"

Pra facilitar, vou tentar traduzir o manuscrito assinado pelas funcionárias Rosilda e Rosimere:

“14.8.10 as 15:10 do dia de hoje fomos comunicadas que seria realizado uma filmagem do Centro Cirúrgico em funcionamento com figurantes no lugar dos funcionários +- 20 pessoas e mais equipamentos (não paramentados) foram trazidos para dentro do cc pelo assistente de direção Rufius. Argumentamos sem sucesso diante dos fatos, não nos restou se não parar as atividades de rotina (desinfecções).

As 15:35 recebi uma ligação do Dr Hamilton sobre a necessidade de realizar um procedimento aqui, de um paciente do setor. Informamos que no momento não seria possível, pois o setor apresentava risco de contaminação, o mesmo, descontente com a informação disse que iria relatar o fato inaceitável.

Uma equipe da Back realizou a desinfecção do cc assim que foi possível. As rotinas do setor foram refeitas no final, inclusive (arsenal?), ficando os balcões de escrituração.”

Uma pena que o “debate” não tenha proporcionado a discussão desse caso entre o acusado e seus adversários. Tratar desse e de outros temas espinhosos seria uma boa oportunidade de ver os políticos em ação, diante de casos reais, fora dos roteiros decorados e das falas “propostivas” que não dizem nada.

“DENÚNCIA INFUNDADA”

Um comentarista diz que a denúncia é infundada e remete a um blog onde se diz que “um renomado médico” (cujo nome não cita) reitera que a denúncia é infundada porque “a filmagem foi feita numa sábado a tarde, quando não existem procedimentos no Centro Cirúrgico”.

Ora, então o “renomado médico, servidor estadual e ex-diretor do Hospital” está é confirmando a informação principal: a gravação foi mesmo realizada no centro cirúrgico. O que se contesta, pelo jeito, é que tenha havido algum prejuízo ou adiamento de procedimentos.

Bom, se algum fundamento havia, então não pode ser classificada de “infundada”. Exageraram-se as consequencias? Talvez, como seria de se esperar numa campanha política.

Só espero que não aconteça com as servidoras do hospital que registraram o evento, o mesmo que aconteceu com o policial rodoviário federal que teve a ousadia de prender o carro oficial de campanha do prefeito Dário Berger, que foi punido, transferido para o oeste do estado.

Discussão

Comentários estão desativados para este post.

  1. Você tá de sacanagem tio César? Não deves gostar do Raimundo Colombo pelo visto. O outro dia, desses trela para a Dona Angela, hoje para a Ideli. De fato foi o ponto alto do debate, mas pelo ridículo e bizarro. O desespero chegou ao limite. Aliás essa prova aí de cima é hilária. Uma folha de caderno sem timbre, carimbo, eu faço uma igual agora e te mando.

    Veja o que disse um médico do hospital Tereza Ramos sobre o fato:

    http://saojoaquimonline.com.br/miltonbarao/?p=7986

    Posted by João Bortoluzzi | setembro 29, 2010, 10:59
  2. João, até que gosto (minha mãe é lageana, meus tios e primos sempre foram políticos na região e tenho uma certa simpatia por esse jeitão lageano de ser). Pena que, no blog que citastes, não tem o nome do médico que faria a tal contraprova. “Um renomado médico, servidor estadual” não é exatamente algo que dê pra desmanchar um “papel sem timbre”, mas que tem vários nomes que podem ser checados. estás sugerindo que, se alguém for ao hospital, não encontrará mais esse caderno com essas páginas? E será que essas servidoras virão a público dizer que não escreveram o que está escrito aí?

    Posted by Cesar Valente | setembro 29, 2010, 11:11
  3. Ridícula essa “denúncia” da Ideli. Era Sábado, conforme o próprio “documento”, portanto não existem operações neste dia! Somente demonstra desespero de quem tem muito o que explicar em sua vida, pois conviveu com muitos podres lá em Brasília….

    Posted by André | setembro 29, 2010, 11:35
  4. Caro João,

    Triste vermos a política sob a ótica futebolística, onde nossos ideais são os mesmos que norteiam um torcedor a gritar o nome de seu clube durante uma partida. Ou seja, na verdade é pura e exclusiva paixão, idéias e ideais que é bom, nada.
    Temos de discernir os limites do lícito e ilícito. É justo interromper o funcionamento de um hospital para gravar um programa político? Jamais! E falo isso com conhecimento de causa, visto que sou médico.
    A conduta dos postulantes a cargos eletivos deve ser ilibada, contudo nem sempre o é. E nessas horas cabe ao cidadão, de consciência tranquila, admitir que o seu candidato falhou. Tal dificuldade não é restrita ao senhor que aparenta ser eleitor (torcedor?) do Colombo, visto que observamos isso com verdadeira doentia por parte de muitos lulistas/petistas. Pergunto, o senhor também acha normal usar o carro da prefeitura de Florianópolis para transportar propaganda do LHS, da Rose Berger e do Colombo? O que o senhor pensa de o policial que agiu conforme a lei, parando o carro e lavrando a infração, ser condenado a uma transferência retalhadora? O que acontecerá com esse servidor que registrou a ocorrência no livro do centro cirúrgico? Espero que tenha mais sorte que o policial…
    Quanto a eleição, o senhor tem todo o direito de apoiar o Colombo, mas faça isso por seu plano de governo e suas convicções, não simplismente como um torcedor por ele ser lageano. Assim, todos os paulistas têm de votar na Ideli e a Angela só fará voto em Indaial.
    Falamos do governador de Santa Catarina. Que ele administre para os catarinenses como um todo, não para apenas alguns “sortudos”.
    Abraço e bom voto (consciente)!

    Posted by Diego | setembro 29, 2010, 11:47
  5. Além do mais, se tivesse ocorrido alguma cirurgia teria que ter sido anotado no “livro” e, de fato, não houve nenhuma nem sábado, nem domingo. Falcatrua! Na administração pública, os atos oficiais também tem que conter a matrícula do servidor, senão são considerados apócrifos. Noção comezinha de direito administrativo. Lamentável tal divulgação caluniosa e inverídica.

    Posted by André | setembro 29, 2010, 11:56
  6. Uau, “caluniosa”? Menas, seu André. Se os colegas jornalistas de Lages não estivessem tão ocupados, eu até sugeriria uma boa conversa com o secretário da SDR de Lages, pra ver exatamente como se deu o tal fato inverídico. Ele poderia informar os dias e horários em que a equipe esteve no cc. Ah, se o problema é que o livro de registro do centro cirúrgico está irregular, melhor pra vocês: terão um pé pra punir essa gente igrata e desamorosa que não acha normal e aceitável a transformação de um cc num estúdio. E quanto à calúnia, se a divulgação dessa informação (de resto ainda não desmentida) incomoda tanto, o que dizer das ações judiciais que o PT está propondo. Vêm aí os primeiros moribundos do Colombo…

    Posted by Cesar Valente | setembro 29, 2010, 12:44
  7. A questão que não quer calar. Se o Sr. Raimundo Bornhausen da Silveira, é o tão decantado eficiente gestor público, o que dizer deste senhor que foi tres vezes prefeito de hospitaleira Lages e este municipio figurar entre os piores do Estado nos indicadores economicos, ambientais e sociais, isto é a eficiencia apregoada?? Este vai ser o maior 171 da história, quem viver verá

    Posted by Guto Ghisi | setembro 29, 2010, 13:05
  8. Foi desmentida sim. Saiu no DC de hoje a declaração do Senador Colombo.

    Posted by João Bortoluzzi | setembro 29, 2010, 13:49
  9. Mudando de assunto, deu no Claudio Humberto:

    Paraná passará a ter Defensoria Pública
    Após 19 anos, desde o início da discussão, o Paraná terá sua Defensoria Pública. O governador Orlando Pessuti (PMDB) e o secretário da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Nildo José Lübke, assinaram ontem (28), durante a Escola de Governo, uma mensagem à Assembleia Legislativa que formata e estrutura o órgão. Agora, somente Santa Catarina não tem uma defensoria nesses moldes. Segundo Lübke, o projeto, prometido para o primeiro semestre, atrasou por detalhes técnicos, mas agora segue para a Assembleia Legislativa em regime de urgência, “para ser votado já na semana que vem, e iniciarmos ainda este ano o processo de implantação, com a instalação da defensoria e a publicação do edital para o primeiro concurso público”. O deputado estadual, Tadeu Veneri (PT), autor de um projeto em 2006 para a criação da Defensoria, lembrou que a proposta dele ajudou no debate, mesmo tendo sido considerada inconstitucional, pois geraria despesa ao Estado

    Posted by Fernando Silva | setembro 29, 2010, 13:54
  10. Caro Cesar.

    Cremos que, pelo menos numa coisa todos concordam: ainda não é possível dizer, exatamente, o que aconteceu no tal centro cirúrgico, no dia da gravação da propaganda política do Raimundo Colombo. Ainda estamos na fase da disputa de versões. Considerando as paixões políticas envolvidas no debate, certamente a verdade jamais será alcançada e prevalecerá a versão que se apresentar com um maior índice de verossimilhança. Neste aspecto, chamou-me a atenção o fato de que a “denúncia” partiu, ao que parece, de um sindicato e caiu, digamos assim, no “colo” da candidata do Partido dos Trabalhadores. Como dizia um personagem de novela: “muita calma nessa hora”.

    Posted by Guilherme Bossle | setembro 29, 2010, 14:49
  11. Caro César
    Renomados e nomeados estão defendendo o acessório e esquecem o principal. O principal é o crime e o acessório o agravante.
    Sábado, domingo ou feriado, não importa. Infectaram ou não, idem. Haviam procedimentos ou deixaram de ser realizados, também não importa. O que vale é a utilização do espaço público.
    O hospital transformado em estúdio de TV é um hospital público. Já admitiram que USARAM o espaço. Asssim, portanto, CONFESSARAM o crime. É VEDADO O USO DE BENS PÚBLICOS EM CAMPANHA ELEITORAL. Então, evidentemente, são réus confessos.
    Mudaram as leis ou quem está ao lado de LHS e JKB torna-se isento ao seu cumprimento?

    Posted by Schneider | setembro 29, 2010, 15:28
  12. João: falei que ele não disse nada durante o debate. Depois, vi no Moacir que ele se defendeu dizendo que não houve prejuízo para as atividades do centro cirúrgico. Mas, de novo, não negou o uso do espaço público.

    Posted by Cesar Valente | setembro 29, 2010, 16:18
  13. César, eu ouvi o debate ontem na tv. E ouvi tambem da deputada Angela a afirmação de que no período dela na prefeitura de Floripa, o índice de mortalidade infantil baixou de 22 para menos de 10%, no mesmo período em que Lages detinha o título de maior índice de mortalidade infantil. Dona Angela foi tão sutil nessa premissa, que sequer lembrou que naquele mesmo período, era o Colombo quem administrava Lages. Pelo visto, Lages está para Colombo e miséria, como Maranhão para os Sarney.

    Posted by jonas | setembro 29, 2010, 18:42
  14. É triste ver tantos defendendo atos ilíciotos!

    Devem estar sendo remunerados pela campanha!

    Melhor seria constituir advogado!

    Posted by lf | setembro 29, 2010, 19:15
  15. Tio Cesar, veja a nota oficial do hospital Tereza Ramos: http://twitpic.com/2t51sw
    Favor publicar no corpo do texto.
    Obrigado.

    Posted by João Bortoluzzi | setembro 29, 2010, 20:02
  16. A maioria de nossos homens públicos tratam o bem público como do público, isto é de quem chegar primeiro. Inclusive, e principalmente as verbas. Se como cadidato (ele) já dá carteiraços, imaginem com a caneta na mão.

    Posted by Max Paul Jr | setembro 29, 2010, 21:15
  17. João a nota responde ao que Ideli teria dito (que a filmagem interrompeu uma cirurgia). Não contesta o fato da gravação ter sido realizada. E quem a autorizou, claro, sempre dirá que não houve prejuízo. Mas, a esta altura, não há mais duvida que a gravação não interrompeu nada, nem que o espaço publico foi de fato utilizado.

    Posted by Cesar Valente | setembro 29, 2010, 21:41
  18. Nossa, como o Colombo é bom, três vezes prefeito de Lages, e Lages tem os piores indíces econômicos, sociais e ambientais. Deve ser reflexo daqueles que a administraram. Parece família Sarney e Maranhão.

    Posted by Rogério Machado | setembro 30, 2010, 08:00
  19. Para não ir muito longe, não foi na eleição passada que uma equipe do Dário Berger (PMDB) realizou filmagens em uma escola ou em um posto de saúde? Deu alguma coisa para o candidato?
    A meu ver, as críticas deveriam ser centradas também no judiciário.
    E coloco minhas barbas de molho, afinal o LHS usou os serviços da PM para montagem e desmontagem de palco e aí ele está, firme e forte.

    Posted by Yuri | setembro 30, 2010, 09:01
  20. OLÁ SOU DE LAGES, E AFIRMO: A DIRETORIA DO HOSPITAL TEREZA RAMOS AFIRMOU QUE NOS SABADOS NÃO É AGENDADO E MUITO MENOS REALIZADO CIRGIA NO HOSPITAL … TRATA-SE DE UMA CALUNIA DE DESESPERO … E MAIS, FALTA DE CARATER! A DIREÇÃO E FUNCIONÁRIOS AFIRMAM QUE TUDO OCOREU DENTRO DA LEGALIDADE!
    PS- ROGÉRIO VAI LER A REVISTA “VEJA” E NÃO CONFUNDA LAGES COM REGIÃO SERRANA OK???
    POR QUE AMIM NÃO ENGANAM MAIS … alias a serra não enganam mais!

    Posted by Jean | setembro 30, 2010, 09:30
  21. Jean,
    e é permitido usar hospital público pra fazer filmagem d candidato? ao q me consta, não! Mas é assim, nesse final d semana vou ficar sem carro, então vou pegar a ambulância do hospital aqui ao lado, já q eles só usam uma no final d semana, e ir dar umas voltas. Afinal, pra vc isso é normal, não tem problema.
    Obs: botarei a gasolina, claro.

    Posted by Diego | setembro 30, 2010, 11:08
  22. PArabens pelo blog.

    Posted by Fernando | setembro 30, 2010, 16:56
  23. o tão “renomado médico ” citado acima, é tão letrado que fala fluentemente nossa lingua portuguesa…. Nóis fumo … Nóis semu …Nóis temu …è de doer os orvido de quarque paciente !!!!

    Posted by salete souza | outubro 1, 2010, 08:47
  24. O PT nunca vai se criar em SC, o povo daqui trabalha não vive de bolsa tudo….

    Posted by Antonio Carlos | outubro 1, 2010, 12:41
  25. Antonio Carlos: se as pesqiusas estão certas, quem está elegendo a Dilma não é só o povo do bolsa isso ou aquilo. Eles só não têm todos esses votos. Tem muito mais gente, de outras classes sociais, votando no Lula. E muita gente não tá nem aí pro PT, são só lulistas.

    Posted by Cesar Valente | outubro 1, 2010, 17:20
  26. O povo de SC se acha muito superior, muito culto, muito inteligente, mas fica elegendo pessoas como os Bornhausen, os Berger, os Silveira… e depois saem falando do Lula. Me poupem neh. São todos (os citados) farinhas do mesmo saco. E SC não perde em nada para os demais estados em matéria de eleger trastes e maracutaias políticas. Antes que me jurem de morte, me chamem de paulista ou gaúcha, já aviso: sou catarinense e manezinha, só não sou cega. Nosso estado tem muitas e muitas qualidades. Mas no quesito política, temos mais é ficar de bico fechado.

    Posted by Aline | outubro 2, 2010, 16:16

Posts recentes

O fim de uma era
23 de maio de 2014, 17:27
Por Cesar Valente
E aí? Abandonou o blog?
6 de maio de 2014, 17:46
Por Cesar Valente
Brasília real aos 54 anos
28 de abril de 2014, 22:12
Por Cesar Valente
Beleza e crueldade
28 de abril de 2014, 22:01
Por Cesar Valente
A semana dos enigmas
17 de abril de 2014, 8:09
Por Cesar Valente

Arquivos