// você está lendo...

EXTRA! EXTRA!

Diga 33!

Não me perguntem como, mas hoje estamos, Lúcia e eu, completando 33 anos de casados. Se levarmos em conta que só casamos depois de sete anos de namoro, já lá se vai uma vida. E o mais engraçado, ou mais curioso, é que está tudo bem. A vida está boa, a gente se dá legal e parece até que fomos feitos um para o outro. Mas eu sou suspeito pra falar, porque essas coisas não acontecem do nada. Nada cai do céu e nada é fácil. A gente constrói uma relação assim. Por trás desse pacato casal que ainda sente prazer em estar junto, tem muito trabalho. Tanto para entender um ao outro, como para adaptar-se e fazer-se entender. Tem sido muito bom. E estamos muito contentes não só conosco, mas principalmente com nossas obras de arte, os filhos, que foram bem feitinhos, criados com esmero e agora, em vôo solo, estão soltos no mundo, reproduzindo-se.

Taí umas fotinhas, pra mostrar que o tempo passa, o tempo voa, mas a gente continua numa boa.

1977, foto Graça Seligman; 2002, foto André Valente

1977, foto Graça Seligman; 2002, foto André Valente

O convite do casamento foi feito na rotativa do jornal O Estado e era no tamanho do jornal standard. No verso, tinha, enorme, essa foto aí da esquerda, do casalinho de noivos. Nas bodas de prata, em 2002, a gente fez mais ou menos a mesma pose, pra colocar no convite e o resultado foi essa foto da direita.

O tijolão-convite em papel jornal

O tijolão-convite em papel jornal

O casamento foi na igreja de Santo Antônio de Lisboa, que estava lotada de parentes e amigos, decerto curiosos para saber que tipo de cerimônia poderia ter depois de um convite tão estapafúrdio. Mas foi tudo mais ou menos normal, exceto pelo fato dos celebrantes terem sido, como manda o rito católico, os noivos. O padre Edgard e o diácono Ademi foram apenas testemunhas. Como resultado, Lúcia e eu falamos o tempo todo, de frente para o público e só em alguns momentos viramos para o altar. Quem esteve lá pode contar melhor como foi. Lúcia e eu estávamos meio nervosos, hehehe. Ah, a lua de mel foi em Montevideo. Como estava frio, nem deu pra conhecer direito a cidade, ficávamos do hotel para o restaurante (Pollo Dorado), de volta para o hotel, daí para a confeitaria para o chá da tarde (Oro del Rhin) e corríamos para o hotel. Só.

O fotógrafo do casamento foi o Lourival Bento. Por onde andará?

O fotógrafo foi o Lourival Bento. Por onde andará?

Início da cerimônia, com as caras ainda muito sérias

As caras sérias na hora da consagração

Discussão

Comentários estão desativados para este post.

  1. Quanto charme! Obrigada por compartilhar. Grande abraço ao casal.

    Posted by Cris Cardoso | agosto 20, 2010, 11:20
  2. O Loro mora aqui nos ingleses.Legal o convite bem original. Parabéns pela data. Um abraço Gilberto Gonçalves

    Posted by Gilberto | agosto 20, 2010, 11:22
  3. O amor é lindo neh… parabéns!

    Posted by Aline | agosto 20, 2010, 11:31
  4. eu ia entrar pra comentar o texto do vídeo da Dilma, mas nem comento esse mais, q sou, tipo assim, meio suspeito. Comento esse belíssimo texto do niver das bodas, principalmente o início dele. Primoroso, franco, autêntico como tenho sabido, ao longo desses 33 anos (alguns episódios eu perdi, p q vocês estavam fora e eu, desde que descobri a ilha, nunca mais a abandonei, a não ser para incursões curtas, mesmo que distantes), que vocês são. São assim, exatamente esse texto. Parabéns por se terem descoberto a tempo, pois, efetivamente, eu e todos os amigos sabemos que foram feitos um para o outro. Tanto que, se não tivesse sido assim, muito provavelmente hoje não estariam, os dois, tão completos.
    Abraços e bejo.

    Posted by Saint-Clair | agosto 20, 2010, 12:51
  5. Quase sete anos de namoro, 33 anos de casamento. Somando tudo isso dá um belo número. Como é que se faz? Eu nunca aprendi essa matemática da felicidade a dois. Tô com inveja. Parabéns ao casal.

    Posted by Mário Medaglia | agosto 20, 2010, 15:24
  6. Parabéns amores!! 33 é uma vitória, principalmente pq quem convive com vocês vê que o entrosamento, carinho e parceria são mesmo de verdade!!

    Posted by Marisis Kallfelz | agosto 20, 2010, 17:38
  7. César
    Parabéns, meu amigo.
    E as fotos ficaram lindas.
    (Muito criativo – me tocou bastante – o cotejo entre as “épocas”.
    Parabéns!, reitero.
    Cada idade tem a sua alegria e a sua dor…
    (Não ri de mim… Eu sei parece papo de auto-ajuda…)
    Abraços também para a Lúcia.
    Não esqueço dos peixes e das supimpas tainhas lá na 114 Sul!
    Vivemos, rapaz!
    E temos vivido!
    Abraços do Emanuel

    Posted by Emanuel Medeiros Vieira | agosto 20, 2010, 19:09
  8. sete anos enrolando antes de casar e ela ainda diz sim: pegaste a última do pacote, caro amigo.

    parabéns!
    :- )

    Posted by pedro lemos | agosto 20, 2010, 19:11
  9. Parabéns, com certeza estes 40 anos de feliz convivência contam com os ingredientes como: paciência, complicidade, amor, bom humor, dedicação, o outro em primeiro lugar, tolerância. Uma história de amor como a de vocês, linda, merece ser comemorada e compartilhada. Desejo muitas e muitas décadas de felicidade.

    Posted by CLARICE BURASESKA | agosto 21, 2010, 00:47
  10. Muitas felicidades por muito tempo. Só uma constatação, tirada da análise das fotos: não há dúvidas de que o tempo embeleza as pessoas. Abração.

    Posted by Ilton | agosto 21, 2010, 11:49
  11. Invejável…

    Posted by Schneider | agosto 22, 2010, 03:53
  12. Parabéns pela data e pela texto! Poucos, muito poucos, tem coragem de tornar pública, tão significativa mensagem de amor. Isso é privilegio daqueles que amam de forma incondicional. Parabéns de verdade.

    Posted by Pedro de Souza | agosto 23, 2010, 15:00
  13. lindo toda vida! bju nocês, queridos!

    Posted by frank maia | agosto 23, 2010, 23:01

Posts recentes

O fim de uma era
23 de maio de 2014, 17:27
Por Cesar Valente
E aí? Abandonou o blog?
6 de maio de 2014, 17:46
Por Cesar Valente
Brasília real aos 54 anos
28 de abril de 2014, 22:12
Por Cesar Valente
Beleza e crueldade
28 de abril de 2014, 22:01
Por Cesar Valente
A semana dos enigmas
17 de abril de 2014, 8:09
Por Cesar Valente

Arquivos