// você está lendo...

Tolices

A voz dos imbecis

Tem uma frase do Millor Fernandes que acho da maior utilidade: “não se amplifica a voz dos imbecis”. Lembrei-me dela ao ler alguns e-mails de leitores, reclamando de um programa da Atlântida FM (emissora do grupo RBS), produzido em Porto Alegre, com o sugestivo nome de “Bola nas Costas”.

Teoricamente seria a transmissão de um bate-papo de mesa de bar, com o nível de irresponsabilidade desse tipo de reunião. É mais um daqueles programas de rádio onde todos falam ao mesmo tempo e que tenta imitar Pânico, da Jovem Pan. O assunto, naturalmente, é o futebol (embora “bola nas costas” possa ter relação com outras atividades).

O que deixou muitos catarinenses invocados (o programa é retransmitido pela filial de Chapecó da rede) é uma referência imbecil que os participantes fazem a Santa Catarina. Comentar as bobagens que disseram seria, então, amplificar a voz dos imbecis. Porque, assim como eu, muita gente nunca tinha ouvido falar desse programa e não costuma acompanhar a emissora. E não perde absolutamente nada por manter-se longe deles.

Mas tantas a RBS fez com este estado que a acolheu tão generosamente, que talvez seja bom informar sobre mais essa. Que mostra bem o que falam os dedicados servidores da RBS, quando estão no Rio Grande do Sul, dos idiotas catarinenses que ajudam a sustentá-los.

Estava pensando em colocar o áudio com a gravação (que pode ser ouvido aqui), mas resolvi poupá-los do irritante sotaque portoalegrense (que irrita até mesmo os gaúchos do interior) e transcrevo o trecho principal da ofensa, feita logo na abertura do programa:

“Começando o Bola nas Costas, o programa de esportes, de futebol, para todo o Rio Grande do Sul, mais Chapecó. Oito e seis, você fica ligado… Chapecó, no caso, é o Alasca do Rio Grande do Sul, né? Mais ou menos assim… Ah, entendi… Eu acho que é Avaí, é o Avaí do Rio Grande do Sul. Não tem onda lá… Lá em Chapecó tem mais gente, tá mais (inaudível) da cultura gaúcha do que da catarinense, que inexiste, né, vamos ser bem realistas. A cultura catarinense inexiste, né, porque se resume à renda de bilro e boi de mamão, a farra do boi. Tem a gloriosa Associação Atlética Chapecoense… aêê. Um beijo e um abraço pra você de Chapecó.

Tem uma coisa que me chamou muito a atenção na nossa última ida a Florianópolis juntos, Marcos (risos), foi o curiódromo que tem lá. O curiódromo de Floripa. Sabe quem está lá sempre no curiódromo? Rivelino. Sério? Rivelino gosta de um passarinho!(risos)”

Não são muito engraçados? São uns gênios da comédia. Como diria o Prates, que conhece bem essa turma: “imbecis, descerebrados, apareçam na minha delegacia que eu lhes mostro o verdadeiro significado da bola nas costas!”

Discussão

Comentários estão desativados para este post.

  1. O maior avacalhador de SC é Marcos Piangers, um catarinense.

    Já falou que SC não tem hino, dentre outras barbaridades.

    Tudo isso no meio de gaúchos.

    Posted by Doni Zildo | agosto 5, 2010, 10:13
  2. Inclusive este trecho que o sr colou aí no blog, (com exceção da parte do Avaí e do Curiodromo) foi feito pelo Marcos Piangers (catarinense).

    Posted by Doni Zildo | agosto 5, 2010, 10:17
  3. Pois é, Doni, isso mostra que a imbecilidade não depende do local de nascimento.

    Posted by Cesar Valente | agosto 5, 2010, 10:23
  4. estes gaucho são nem todos uns merdas mesmo
    penssão que aqui é a casa da mãe joana. vem para cá beliscar o nosso dinheiro, a nossa economia e ficam cagando besteira, só dando mesmo um uma tarrafa nos cornos. como fala um colunista local
    vão a merda gauchada
    paulo dutra

    Posted by paulo dutra | agosto 5, 2010, 10:27
  5. o sintonia de cada rádio pode ser mudada!!! não gosta do programa?? coloca em outra rádio.
    Humor negro sempre existirá nesses meios. Cabe a cada um ser “adulto” e não dar bola para isso. Ou acham que os gauchinhos também não ficam “bravinhas” com as piadas sobre a sexualidade deles???
    BOLA NAS COSTAS já diz tudo!! Ass: Elton P. (catarinense com orgulho)

    Posted by elton (100%Catarina) | agosto 5, 2010, 10:31
  6. Diz-se que o menor circo do mundo é uma bombacha, pois só cabe um palhaço!

    Posted by jânio | agosto 5, 2010, 10:54
  7. Já que eles “gostam” tanto de SC, deveriam falar mais sobre um estupro que andou acontecendo aqui perto do curiodromo…

    Posted by lourenço | agosto 5, 2010, 10:56
  8. Depois o povo fica ofendido com a declaração do Stallone e de outros estrangeiros que nos humilham…

    Posted by Aline | agosto 5, 2010, 11:27
  9. Sou catarinense e não me sinto nem um pouco ofendido ou humilhado por esse tipo de coisa. Liberdade de expressão é isto: cada um fala o que pensa e ponto final, ainda que, do ponto de vista de quem escuta, se tratem de imbecilidades. A liberdade que se limite as coisas que nos agradem, por si só, deixa de ser liberdade.

    Posted by Guilherme | agosto 5, 2010, 11:49
  10. Como gaúcho, tenho vergosa deste tipo de “brincadeira”. Deus me concedeu a graça de ter nascido perto da fronteira com o Uruguai, bem longe de Porto Alegre.

    Posted by Tarcísio | agosto 5, 2010, 11:55
  11. Todos sabemos que o pior “inimigo” é aquele que está dentro da própria trincheira. Pianges tenta menosprezar os catarinenses, para ver se angaria algum apoio entre os gaúchos.
    Mas, se falam da colonização de gaúchos no oeste catarinense, deveriam também citar que todo o litoral gaúcho foi colonizado por catarinenses, descendentes de açorianos. Aqueles mesmos da renda de bilro, não tem?

    Posted by Alex | agosto 5, 2010, 11:58
  12. Ôpa, êpa caro César. Compreendo tua indignação, a mesma minha. Só acho que escorregastes na mesma casca de banana que derrubou aquele bando de imbecís. Generalização e informação equivocada são tão perigosas quanto.A irritação interiorana, lá como aqui, tem outros ingredientes bem mais perigosos do que uma simples rejeição ao sotaque, abração

    Posted by Mário Medaglia | agosto 5, 2010, 12:08
  13. vcs sabem o por quê de catarinense se chama barriga-verde?!
    R: porque gaucho tem limo nas costas

    Posted by miguel | agosto 5, 2010, 12:09
  14. Penso que não podemos generalizar.
    Conheço vários gaúchos, tanto de Porto Alegre quanto do interior do estado. São pessoas de bem e não compartilham das idéias destes idiotas.
    O que vejo é que parece que a empresa midiática gaúcha dá voz a alguns palhaços que externam o desejo dos donos do conglomerado de “domesticar” os catarinenses.

    Posted by Yuri | agosto 5, 2010, 13:03
  15. Nesse caso, o Piangers tentou ser engraçado fazendo piada de si mesmo. Mas, para variar, não conseguiu. E isso não justifica os comentários xenófobos contra o RS ali em cima.

    Existem fatos piores: uma época eu ouvia o “Pretinho Básico”, outro programa da Atlântida. Um dia, o locutor começou o programa dizendo “hoje é oito de outubro, dia do nordestino”. Um dos inteligentes “comentaristas” soltou a seguinte pérola: “tá, e o que tem pra comemorar?” Simplesmente parei de ouvir depois dessa.

    Mas o fato é que temos de aturar a RBS em SC por absoluta falta de opção.

    Posted by Fernando Silva | agosto 5, 2010, 13:48
  16. Tem surfista q diz: gaucho vem pra cá roubar até onda!!!He…Êta povinho hem??Podiam voltar todos pro Rio Grandeeee, ñ fariam falta…Gostei muito do pequeno circo!Perfeita!!!

    Posted by mando mello | agosto 5, 2010, 13:59
  17. Isso que acontece quando se dá concessões de midia para quem nao deve. Mas ainda bem que sei que nao sou o unico que nao gosta desse programa. Forçado, nada engraçado e gaucho. Uma pena quem escuta.

    Posted by Gabriel | agosto 5, 2010, 14:07
  18. Mas, gente, eu também nasci aqui em florianópolis (se bem que foi no estreito ;-]) e faço-me sempre a mesma pergunta: como podemos representar a cultura catarinense, o que temos de original? E, talvez por falta de cultura, nada me vem à mente.
    Algum estilo típico de música nós temos? Não. Nas artes plásticas, temos algum representante de destaque? Tampouco. Na literatura e na poesia, algum nome de peso? Ninguém (alguém pode citar Cruz e Souza, mas esse já se foi a tanto tempo e grande parte do seus poemas foi escrito no Rio de Janeiro). Na culinária, algum prato típico? Pirão? Isso se come em todo o litoral brasileiro.
    Artesanato e folclore: renda de bilro? Tem no Brasil todo. Boi de Mamão? Tem uma variedade boa por outros estados.
    Gostaria que alguém me corrigisse. Sinceramente, gostaria muito.

    Posted by Marcos Silva | agosto 5, 2010, 14:41
  19. Eu gosto é do Paulo Dutra. Chega chutando o pau da barraca com gente dentro e tudo. Curto e grosso. hehehe.

    Eu sempre digo que não gosto de gaúcho, paranaense, carioca e paulista. Mas adoro as gaúchas (casei com uma), as paranaenses, as paulistas e as cariocas.

    Agora, fala sério, depois os gaúchos reclamam da gente: o nome do programa é – bola nas costas ? Fala sério ! E depois dizem que eles não tem limo nas costas. hehehehe

    Posted by Cesarlaus | agosto 5, 2010, 15:31
  20. O Piangers é um personagem, que o conhece de perto sabe da arrogância dele, embora pareça ter um pouco de talento. Rádio que é rádio toca música, ao contrário de ouvir palhaçada, e forçada. Imaginem(…) ter que fazer um programa de humor diário e ter que fingir rir o tempo todo! Imitar o pânico é fácil, não?
    O problema de ser ou não gaúcho só realça a vontade de se mostrar presente, ou seja, se reafirmar como pessoa ou como origem. Digamos: sindrome de superioridade pensar que é competente.

    Posted by João Martins | agosto 5, 2010, 15:40
  21. O Bola nas Costas é um programa humorístico que não poupa ninguém. Se não me engano começou na SporTV. Inclusive (ou principalmente) eles mesmos. E quanto ao Piangers, ele faz muita piada de gaúcho lá mesmo.
    E mesmo que eles tenham nos desrespeitado, não justifica as ofensas dirigidas aos gaúchos, ou qualquer outro povo.
    Além disso não podemos cair na tentação de censurá-los só porque não gostamos das piadas deles.
    Ou será que seria melhor que eles não lembrassem de nós, nos dessem tão pouca importância que nem piada eles fizessem com a gente?
    No fundo isso é inveja, porque a gente pega todas as mulheres deles!

    Posted by Ale | agosto 5, 2010, 16:02
  22. Ale, pelo que entendi não se trata de censurar nada nem ninguém. Trata-se apenas de constatar dois pesos e duas medidas, na rede que não permite que, nas emissoras de SC, se faça pouco da cultura gaúcha ou gauchesca, mas aparentemente não liga para o que dizem, no RS, de SC. E rádio, como jornal e TV, é questão de escolha, vê, ouve e lê quem quer. Na pior das hipóteses (em caso de oligopólio, por exemplo), sempre dá pra desligar.

    Posted by Cesar Valente | agosto 5, 2010, 16:30
  23. …Sou gaucha, mas gracas a Deus nasci no interior, pq os portoalegrenses se acham os melhorem em tudo,com aquele sotaque q parecem estarem sempre miando. Moro e amo em SC e jamais falaria mal de um Estado q me acolheu tão bem.

    Posted by theodora mussi | agosto 5, 2010, 17:45
  24. Nada como um gayucho pra entender de bolas e tacos nas costas da bombacha.

    Posted by LesPaul | agosto 5, 2010, 20:48
  25. Theodora, vc nao merece meu comentario.

    Posted by LesPaul | agosto 5, 2010, 20:51
  26. Olha minha gente o pior e este estado se render a uma hipocrita essa RBS Tvzinha de m…. os quais manipulam informaçoes e noticias para seu proprio bem e interesse(claro que financeiro)pior ainda é ver nosso povo ordeiro e pacifico ficar ouvindo e vendo a RBS…Sou totalmente a favor de um não a esta porcaria de emissora a qual a mesma tbm leva esta hipocrisia aos gauchos!!Onde tudo o que passa por suas ondas sejam de radio ou tv é manipulada!!!Quem sabe do que estou falando sabe….De uma Ordem x e de um protocolo x,e viva a desgraça alheia!!!!Agora o que pensam estes peões da RBS?Pois nem sua cultura é sua!!!
    Pois a cultura gaucha é do PAMPAS DO URUGUAI!!e não do RS
    Mas como sabemos nosso estado é tão LINDO que se tornou cosmopolita!!!E ganhamos com isto muito mais cultura!!!Seja a alemã,italiana,açoriana,autriaca etc…
    Querem demonstração de cultura melhor que esta?
    Agora um imbecil destes questionar a nossa cultura é simplesmente por falta de cultura própria!!!!Acho que por isso esta na RBS e realiza o programa apropriado!!!!
    E tambem acho que quem precisa demosntrar a todos com tanta enfase sua cultura (gaucha) é por que precisam se no minimo de autoafirmação!!! Tristes destes doentes!!!
    E Chapecó deveria sim, expulsar esta rede de sua cidade!Pois ser citada como o Alasca do RS ,é pra caba!!!!(como diz nosso manezinho!!!)

    Posted by Luis Antonio | agosto 5, 2010, 22:45
  27. É por isso que gostamos das gaúchas, aqui elas são bem recebidas, quanto aos marmanjos, estes preferimos que fiquem`POA.

    Posted by Célio | agosto 6, 2010, 00:22
  28. O Brasil paga o preço por cultivar o velho comportamento de muitos povos indígenas, de endeusar os estrangeiros, oferecendo até mesmo as filhas. Prova disso aconteceu há pouco, em que o RJ tudo ofereceu pra o Stallone fazer seu filme e recebeu, em troca, ironias e desprezo.
    Temos que nos valorizar e deixar de sermos olhados de cima pra baixo. Santa Catarina tem sim uma cultura própria, cuja marca é a diversificação. Temos artistas de renome. Quem não os conhece, talvez seja por ignorância própria mesmo.

    Posted by Alex | agosto 6, 2010, 08:37
  29. Concordo com a indignação de vocês em alguns aspectos porque ninguém gosta de ouvir falar mal da propria terra.
    Mas este papinho de “colonização gaúcha” e como isso “prejudica” Santa Catarina já está meio demodê não?
    Afinal somos todos brasileiros, independente do Estado no qual nascemos ou estamos residindo.
    Sou paulista. Minha cidade tem um monte de problemas. Tanto que vim morar aqui. Será que tb não vou ter que ir embora por não ser bem-vinda?
    Respeito é a palavra chave. Temos culturas diferentes. E é exatamente isso que faz do brasileiro ser este povo “tolerante”, “hospitaleiro” e “querido”. Ou não?
    Respeito gente. Acima de tudo e sempre.
    Cesar Valente beijo para vc. Adoro seu trabalho

    Posted by Tatiana Kinoshita | agosto 6, 2010, 11:20
  30. Tatiana, a convivência com gaúchos, paulistas, cariocas, portugueses, paraguaios, o que seja, não tem nada de ruim. Ao contrário, torna o lugar mais cosmopolita, reduz o isolamento, ajuda a tirar o mofo do provincianismo. Mas também não dá pra ouvir, quieto, alguém, com a audiência que o oligopólio de comunicação lhe dá, dizer que renda de bilro não é cultura. E fazer pouco de manifestações folclóricas que merecem, como dizes, respeito. E aproveito a oportunidade pra voltar a dizer o oligopólio não é ruim porque a sede é no RS. É ruim porque é oligopólio e nos deixa com poucas opções.

    Posted by Cesar Valente | agosto 6, 2010, 13:43
  31. Depois de tantos comentários, não posso deixar de enaltecer aqueles que enalteceram que todos somos brasileiros e que a cultura catarinense sim é diversificada e em evolução. Temos orgulho de ver que a maioria das pessoas que vem de todos os cantos do país e do mundo para viver em Floripa, vem pra somar e aperfeiçoar o nosso povo e a convivência. Em tempo: essa cultura gaucha (sem acento) é originária dos pampas argentino e uruguaio; e não do RS.

    Posted by Marinho | agosto 6, 2010, 15:06
  32. Primeiro quero deixar claro que a falta de respeito a qual me referia era exatamente sobre as piadas sem graça ditas no programa.
    Cesar concordo contigo. É necessário defender o que a gente acha correto.
    Mas assim como achei o comentário do Piangers péssimo tb não achei bonitas as manisfetações de baixo calão a respeito do estado vizinho.
    Se o Piangers acabou fazendo papel de idiota com uma piada tão sem graça não precisamos ser e nem fazer como ele.
    Por isso digo e repito. Respeito é bom e todos gostam, sejam catarinenses, gaúchos, paulistas, mineiros, enfim.
    Somos todos brasileiros e temos que aprender a respeitar a cultura regional de cada Estado sem piadas sem graça e independente do veículo de comunicação onde foram feitas.

    Posted by Tatiana Kinoshita | agosto 6, 2010, 15:29
  33. Gaucho é tão (…) que até o pão é “CACETINHO”

    Posted by anna paula de lucca | agosto 6, 2010, 17:06
  34. Nasci em fpolis, minha família é toda daqui há várias gerações e até penso que tenho algum gene carijó o que seria um grande orgulho. Casei com um gaucho que é muito querido por todos da família manezinha que não dispensa lhe endereçar uma boa piada de gaucho só pra descontrair o ambiente o que ele leva na maior esportiva. Ele nos ensinou a fazer um faz um churrasco maravilhoso e adora comer um peixe com pirão de farinha de mandioca. Esta coisa de fronteiras é pura invenção humana e o mais que gira em torno dessa questão é apenas vazão à reação reação primitiva do nosso cérebro animal em defesa do território, ou seja medo de perder espaços, portanto não tenhamos esse medo há Santa Catarina para todos. Se existe um ganho maior na minha vida é a rica experiência que tiro da convivência com a diversidade cultural que aporta por aqui. E quanto aos manés da RBS que dizem bobagens, acredito que eles não sabem fazer outra coisa na vida e não sei como podem ter chegado à vida adulta, devem ter sido muito bem protegidos, acredito mesmo que alguém deve protegê-los de tomadas elétricas e coisas assim.

    Posted by suzana | agosto 7, 2010, 09:31
  35. Imaginem se este episódio fosse invertido???
    Certamente a repercutiria de uma maneira bem maior!!!
    Iriam levar quem sabe a nivel judicial???
    Acho que no minimo esta emissora deveria pedir desculpa publicamente ao nosso povo???

    Posted by Luis Antonio | agosto 7, 2010, 10:17
  36. Os meios de comunicação devem cumprir o papel de informar, não de veicular opiniões etnocêntricas e conceitos preconceituosos.
    Comentários rés ao chão sobre SC, ou contra qualquer grupo ou sociedade, como o emitido pelo Bola nas Costas, por mais que pareçam inocentes, ou despropositados, adquiriram, em alguns momentos da História, tal peso de ´´verdade“ que tiveram seus similares na (de)formação de seguidores e no nascedouro do nazismo, da Ku Klus Kan, aparteid dentre outras anomalias sociais que levaram a ´´coisificação“ do ser humano. Tal posição dos radialistas, que Freud explica, é a ponta do iceberg, onde se consegue ver somente a bola nas costas, que por acaso da nome ao programa, mas no fundo no fundo esconde um desejo reprimido.

    Posted by Oscar Schmidt | agosto 9, 2010, 08:11

Posts recentes

O fim de uma era
23 de maio de 2014, 17:27
Por Cesar Valente
E aí? Abandonou o blog?
6 de maio de 2014, 17:46
Por Cesar Valente
Brasília real aos 54 anos
28 de abril de 2014, 22:12
Por Cesar Valente
Beleza e crueldade
28 de abril de 2014, 22:01
Por Cesar Valente
A semana dos enigmas
17 de abril de 2014, 8:09
Por Cesar Valente

Arquivos