// você está lendo...

Tênis

O Guga passou. Ninguém sabe, ninguém viu?

Fernando Meligeni, o Fininho, e o catarinense Marcio Carlson falaram agora à tarde sobre o tênis brasileiro em interessante entrevista na Rádio CBN ao repórter Renato Igor. E como todos que jogaram, jogam ou simplesmente gostam da modalidade, lamentaram o estágio atual deste esporte no Brasil. Não ficou nenhum legado, não houve nenhum trabalho, nada foi aproveitado da passagem de Guga. A era Gustavo Kuerten simplesmente desapareceu deixando somente boas lembranças das façanhas do maior tenista brasileiro de todos os tempos.

Meligeni foi mais contundente em suas análises e bateu forte na administração da Confederação Brasileira de Tênis, hoje presidida pelo catarinense Jorge Lacerda da Rosa. Temos apenas a realização de alguns torneios no Brasil, nada mais, disse ele, reclamando que não há nenhum trabalho com a base. Como revelar talentos assim, pergunta Fininho?

Essa deixa que eu chuto. Não contamos com nenhum centro de treinamento. E na terra do Guga, ao invés disso, se gasta milhões de euros e de reais para trazer um cantor italiano e construir um novo kartódromo, equipamento utilizado uma vez ao ano. Nosso dinheiro escorre pelo ralo nas mãos (e nos bolsos) dos que hoje tomam conta do esporte em Santa Catarina. Nossas galinhas poedeiras estão sendo dizimadas pelas raposas que rondam os galinheiros abarrotados de ovos de ouro.

Nossos ex-tenistas não são chamados para nada, ao contrário do que acontece, por exemplo, na França, Estados Unidos e Espanha, onde os “aposentados” continuam trabalhando pelo tênis dos seus países. É por isso que o Guga passou e não ficou nada, destacou Meligeni. A não ser o Thomaz Belucci, único brasileiro ranqueado entre os “top 100″, ocupando hoje a 39ª colocação na classificação da ATP.

Meligeni e Carlson passaram por Florianópolis para um jogo exibição como parte das festividades de aniversário do Lira Tênis Clube. Uma festa apenas, e nada mais.

Discussão

Comentários estão desativados para este post.

  1. Essa notícia tá no site do Lira:
    O Lira Tênis Clube e a Guga Kuerten Participações e Empreendimentos firmaram um Contrato de Cooperação e Parceria, com o objetivo de desenvolver o tênis de campo no Lira.
    O projeto deverá atingir mais de 100 alunos na faixa etária de 06 a 14 anos.
    Aguardem mais detalhes desta parceria…

    Posted by Carlos | novembro 6, 2009, 17:54
  2. Mário, para você que é bastante interessado na política da capital/estado, achei interessante mandar, para conhecimento:
    http://novaordemsc.adv.br/transparencia/
    um abraço, e continue sempre com o bom trabalho..!

    Posted by Felipe | novembro 7, 2009, 01:54
  3. O Guga e sua familia querem é fazer especulação iMobiliária e ganhar $$$$$$$$$$!!!Infelizmente é a verdade verdadeira!!

    Posted by pedro reis | novembro 7, 2009, 16:21
  4. É… lamentável…
    Estive lendo tb teu post sobre as torturas pelos agentes prisionais em Sta Catarina.
    Achei muito pertinente teu argumento a respeito do comentário do secretário quanto à necessidade de averiguar as “razões” para a violência revelada, como se alguma circuntância particular pudesse justificá-la.
    O que achei interessante, ao lê-lo hj é que é o mesmo comentário que ouvi ontem a repeito da expulsão da garota do minivestido da Uniban: “Alguma coisa ela fez!”
    É, o taliban sempre tem suas razòes…

    Posted by Flávia | novembro 9, 2009, 11:18

Posts recentes

O fim de uma era
23 de maio de 2014, 17:27
Por Cesar Valente
E aí? Abandonou o blog?
6 de maio de 2014, 17:46
Por Cesar Valente
Brasília real aos 54 anos
28 de abril de 2014, 22:12
Por Cesar Valente
Beleza e crueldade
28 de abril de 2014, 22:01
Por Cesar Valente
A semana dos enigmas
17 de abril de 2014, 8:09
Por Cesar Valente

Arquivos