// você está lendo...

JULGAMENTO DO LHS

Os riscos da excessiva tranqüilidade

Essa insistência de falar, dizer e escrever que LHS está que é uma tranqüilidade só é uma alface de dois legumes, ou uma faca de dois gumes: não tem como conciliar essa espetacular tranqüilidade, com a lisura da Corte. Por que ele estaria assim tão tranqüilo? Porque sabe de alguma coisa que a gente não sabe? Algum ministro abriu previamente seu voto? Foi feito algum acerto por debaixo das togas?

Viram? Não tem como sustentar uma coisa, sem cair na outra. Se, como todos nós, LHS não sabe o que dirão os ministros hoje à noite, é natural que sinta uma certa ansiedade. Afinal, está em jogo não só seu mandato, mas o controle direto ou indireto de alguns bilhões de reais. Se sabe de alguma coisa, então os juízes estão “comprados” e a intranquilidade, de fato, é nossa, que ainda acreditamos nas instituições e, em certa medida, no ser humano.

Portanto, para o bem e a sanidade de todos nós, vamos admitir que os envolvidos estão todos apreensivos, humanamente nervosos e ansiosos. Podem ter confiança, esperança etc e tal. Mas não deveriam pretender vender-nos a idéia que têm a Justiça no bolso e por isso estão absolutamente tranqüilos.

“Da outra vez, como não tomaram as providências devidas, os ministros chegaram a votar pela cassação. Mas agora, com LHS no comando das ações, a absolvição está assegurada”. Este é o subtexto dos discursos que enaltecem a “tranquilidade absoluta do governador”. Coisa perigosa porque, se por acaso o governador for mesmo absolvido, por méritos da defesa ou falhas da acusação, ficará sempre a nuvem de suspeita: “ele já sabia, estava tudo arranjado”. Que é, sem dúvida, o pior dos cenários.

Discussão

Comentários estão desativados para este post.

  1. Infelizmente a nossa lei protege esse corruptos. por isso ele está tão tranquilo..

    Posted by Jurandir | maio 28, 2009, 18:47
  2. Alguém conseguiu acessar a plenária do TSE ao vivo hoje????

    Posted by Antônio | maio 28, 2009, 19:15
  3. Não sei o peso que é considerado nestas explanações preliminares…mas que os advogados de acusação são fraquinhos, novatos, ah, isto são,,,,

    Posted by Erico | maio 28, 2009, 20:06
  4. Mestre,

    tô passando vergonha aqui no TSE com a maneira de atuação dos nossos causídicos. Primeiro, antes da sessão, todos querendo aparecer, felizes pela quantidade de câmeras ao redor. Depois, pelas péssimas sustentações orais de ambos os lados. Uns lendo, outros esquencendo o que deveriam falar. Sem contar aquele que perdeu o controle e praticamente precisou ser expulso da tribuna. E olha que agora, 20h26, ainda nem tá perto de ter resultado.

    Abraços

    Posted by Mário Coelho | maio 28, 2009, 20:26
  5. Cesar,
    A acusação não tinha condições financeiras de contratar melhores advogados ao invés de acadêmicos? Com todo o respeito aos iniciantes, mas esta não era a ocasião para estréias.Muito nervosos, incapacitados, inexperientes…Até eu me sairia muito melhor….

    Posted by Erico Machado | maio 28, 2009, 20:29
  6. É Tio César, pelo que estou vendo, acompanhando o voto do relator, o LHS tem razão mesmo de estar tranquilo. O que os outros três ministros (que votaram a favor da cassação)viram – tanto que ficaram de cabelo em pé – não foi visto pelo relator. Quanta discrepância, não? Hummmm, será que aí tb tem???? Não precisa publicar. Mas que é estranho é.

    Posted by Joanildo | maio 28, 2009, 20:55
  7. Já estava acertado, faltava só um que não sei quem é… Tava duro feito macarrão no pacote, pelo jeito também foi pra panela…
    Esse judiciário não tem jeito mesmo. País de mérda..

    Posted by Leo Leão | maio 28, 2009, 22:27

Posts recentes

O fim de uma era
23 de maio de 2014, 17:27
Por Cesar Valente
E aí? Abandonou o blog?
6 de maio de 2014, 17:46
Por Cesar Valente
Brasília real aos 54 anos
28 de abril de 2014, 22:12
Por Cesar Valente
Beleza e crueldade
28 de abril de 2014, 22:01
Por Cesar Valente
A semana dos enigmas
17 de abril de 2014, 8:09
Por Cesar Valente

Arquivos