// você está lendo...

Pérolas do DOE

Comidinhas carnavalescas

No dia 3 de março publiquei uma nota intitulada “O preço do carnaval” onde falava sobre os gastos de dinheiro público para a festa em Florianópolis. E ali citava o registro, no Diário Oficial, de pregões da Secretaria Municipal de Turismo para escolher o buffet que alimentaria, imagino, alguns camarotes selecionados (não está especificado, no registro, quem e quantos iriam se deliciar com o buffet, nem o que serviram, tem apenas o evento onde a comida seria oferecida).

Pois agora já se sabe também quanto foi gasto com alimentação, graças aos registros publicados no cada vez mais oculto Diário Oficial do Estado. Vou resumir, porque hoje é feriado e ninguém tem muito tempo a perder:

Em todos os eventos a empresa escolhida foi a mesma: Abreu Gastronomia, do chef Paulo Abreu.

Contrato 98 – Pop Gay: R$ 23.395,00

Contrato 99 – desfile de blocos e grandes sociedades: R$ 17.150,00

Contrato 103 – desfile das campeãs: R$ 23.000,00

Contrato 104 – desfile oficial: R$ 64.000,00

Contrato 111 – concurso Rainha do Carnaval: R$ 5.800,00

O total, se a minha calculadora não me falha, é de R$ 128.660,00.

Não é muito, dirão aqueles que estão acostumados com os valores em Luíses (moeda corrente nos eventos patrocinados pelos fundos estaduais, onde R$ 1 milhão vale LH$ 1,00). E, de fato, dependendo de quantas pessoas foram atendidas e do que foi servido, pode ter sido até bem em conta. Mas acho que vale o registro, apenas para complementar a contabilidade do Carnaval.

Discussão

Comentários estão desativados para este post.

  1. O povo tem que enfrentar a fila para comprar camarotes ou mesmo ingressos para o carnaval. O Rei e seus amigos escolhem os melhores camarotes, não enfrentam fila e ainda assim comem e bebem de graça a noite inteira? Não acredito que isso seja legal, muitos menos moral. Mas sempre vamos cair na mesma e triste conclusão: os possíveis arautos da moralidade pública, os que detem competência para ingressar com uma ação contra essa gastança, por certo foram convidados e participaram da comilança e bebedeira, pagas com dinheiro público

    Posted by Belmiro | abril 21, 2009, 13:09
  2. Mais 700 mil em publicidade.
    Outros Hum milhão e lá vai pedrada, em palcos, concursos, jabás… etc.
    E não querem dar um pequeno aumento aos funcionários públicos.

    Posted by Marcos | abril 21, 2009, 14:14
  3. Turismo em Florianópolis.
    Uma cidade que se diz turística de ve contar com uma mínima infraestrutura, pois bem, em Jurerê o recolhimento do lixo ocorre nas terças, quintas e sábados, mesmo com o afluxo de turístas, que aumenta a produção, não há coleta nos feriados, então, acumula-se por cinco dias.

    Posted by Carla | abril 21, 2009, 15:15
  4. Queria saber do custo-benefício. Porque o Pop Gay tem recheio tão farto e o concurso para a rainha do carnaval, tão minguado????
    Coitadinhas das candidatas…Isso é sacanagem….

    Bea Porto

    Posted by Bea | abril 21, 2009, 15:41
  5. Pois quero te dizer, Tio César, que tá muito caro essa conta aí. Como participante da farra momesca bancada com o dim-dim-dim nosso garanto que os salgadinhos servidos eram de péssima qualidade e a cerveja (Sol, não Skol) foi servida quente. R$ 128 mil por isso??? Procura, porque ai tem…

    Posted by Chacal | abril 21, 2009, 16:34
  6. Com um Mário Cavalazzi queriam o que?

    Posted by lh | abril 21, 2009, 16:45
  7. A denominação da nova moeda foi perfeita, e a cotação então, vai simplificar bastante as nossas contas.
    Agora, LH$ 0,128 só de buffet? come bem essa turma heim?

    Posted by Wilmor Henrique | abril 21, 2009, 22:56

Posts recentes

O fim de uma era
23 de maio de 2014, 17:27
Por Cesar Valente
E aí? Abandonou o blog?
6 de maio de 2014, 17:46
Por Cesar Valente
Brasília real aos 54 anos
28 de abril de 2014, 22:12
Por Cesar Valente
Beleza e crueldade
28 de abril de 2014, 22:01
Por Cesar Valente
A semana dos enigmas
17 de abril de 2014, 8:09
Por Cesar Valente

Arquivos