// você está lendo...

Vereadores

Polícia para quem precisa

Foto: Canarinho da terra/Divulgação

Foto: Canarinho da terra/Divulgação

A fotinha acima é de ontem à noite, na frente da Câmara de Vereadores de Florianópolis. Contam os correspondentes do De Olho naquela casa de leis que durante toda a semana o clima tem estado meio tenso no início da noite, quando o pessoal do passe livre aparece para pressionar os vereadores. E, por falar nisso, hoje vai ter a tal grande manifestação no centro da cidade.

O que chama a atenção é o número de policiais. Até hoje os estudantes não conseguiram reunir mais gente do que policiais… sem falar que na terça os estudantes foram proibidos de entrar no auditório da Câmara, já que se recusaram a deixar revistar as mochilas…

Antes que me esqueça: o passe livre só para estudantes é uma sacanagem com os trabalhadores. Ou libera geral, ou para de fazer média com a gurizada que nem estuda direito (porque tá muito ocupada com os “movimentos sociais”) nem trabalha (porque cansa) e que, pra piorar as coisas, quando crescer ainda quer ser político. Tal e qual Lula, Ideli, Fernandenrique, Dilma e tantos outros, que começaram nessa mamata desde cedo e hoje são o que são.

Discussão

Comentários estão desativados para este post.

  1. Nossa…
    fiquei assustado com sua postura contra os estudantes que lutam por algo que beneficia milhares de familias de trabalhadores.
    Abre uma oxota e relaxa.

    Posted by epaminondas | março 12, 2009, 15:48
  2. Tio eu até apoio o movimento contra o aumento da tarifa. agora pular catraca não. Com meus 106 quilos fica dificil. E o povão não tá nem ai para a gurizada. Tão ferrados, de cabeça baixa, igual boi , indo para o terminal. Fizeram a parte deles votaram no Dário

    Posted by amilton alexandre | março 12, 2009, 16:19
  3. Epaminondas, explica pro pai de família que tem segundo grau, trabalha pra cacete, ganha uma merreca, tem filhos pequenos e pra mulher dele, que também trabalha muito pra ganhar pouco, por que que o boyzinho pode andar de onibus de graça e ele e a mulher não podem. Se a explicação for convincente e justa, eu até posso pensar no caso.

    Posted by Cesar Valente | março 12, 2009, 16:33
  4. De repente, alguém consegue uma vaga na UNE. O Chuveiro começou como presidente do DCE da UFSC…

    Posted by jânio | março 12, 2009, 16:38
  5. Embora complicado, parece simples dizer para o tal pai de família que, digamos, mora na vila São João, se os filhos deles conseguirem uma vaga no IEE, ou mesmo uma vaga numa faculdade, que não precisa ser pública, graças as bolsas do programa ProUni do Lula, ele pode ficar tranquilo que não vai ter que se arrombrar todo para pagar as passagens. pagará somente a metade, graças a “meia duzia” de “porras loucas” que mataram aulas para reivindicar o passe estudantil.
    Que tal ?

    Posted by epaminondas | março 12, 2009, 17:04
  6. Fica na mesma: ele e a mulher não têm qualquer benefício. Ah, sei, deveriam ficar contentes porque o governo bonzinho deu uma bolsa-transporte pros filhos enquanto eles pagam as tarifas escorchantes de um sistema que privilegia o transporte automotor individual. E queixam-se do que, se tem o bolsa-família, o bolsa-gás, o bolsa-cota?… tá tudo uma maravilha. Acho que só me preocupo com isso por falta de coisa melhor a fazer. O passe livre será concedido como um cala-boca, mais uma ferramenta de cooptação política, mas será entendido como uma conquista e comemorado como uma vitória “do povo”. E ai de quem achar que é mais justo transporte público gratuito ou com tarifa baixa para todos.

    Posted by Cesar Valente | março 12, 2009, 17:30
  7. Prezado Cesar,
    Acho que vc pesou na mão. Nunca tiveste coração de estudante? Criticar a movimentação da rapaziada só porque alguns dos politicalhos citados foram do Movimento Estudantil no passado, é demais. A geração que saiu nas ruas em 68 fez o que tinha que ser feito, com coragem e generosidade (achas que deveriam todos ficar de braços cruzados?). Se mudaram depois é outra história. Aqui no Brasil quase todos mudam ao entrar na política oficial. O esquema está todo montado e são poucos os que resistem às “facilidades” historicamente implantadas.
    Os estudantes estão reivindicando o que acham ser seu direito. Não acho que são boyzinhos (pareces um tio ranzinza, andas lendo muito o Prates?) são garotos querendo colocar energia em algum ideal –ou deveriam estar num shopping ou numa torcida imbecil organizada? Reclamamos da apatia do povo brasileiro, que bovinamente aceita tudo, e quando alguns vão para a rua reclamar recebem uma paulada dessas, e logo de vc?
    Desculpe o mau jeito do comentário, mas fiz ME, fui preso, exilado, e não é por que alguns viraram o que viraram que acho que a gente possa falar assim da juventude, quando ela se manifesta como é esperável. Me orgulho muito por já ter feito o que eles fazem agora. E não virei um picareta oficial.
    Prefiro pensar que o comentário foi feito por falta de uma oxota.
    Isso acontece. Abraços.

    Posted by Carlos X | março 12, 2009, 17:46
  8. Tio César,

    Bem dita a verdade no último parágrafo.
    Vale o conceito do economista que disse: não há almoço de graça.
    O amarelinho tem mantido o preço por que? Uma de minhas suspeitas é que o serviço não é subsidiado para estudantes, idosos, etc..
    Se alguém não paga, outros pagam por eles.
    É a mesma história de “meia entrada” para isso, “meia entrada” para aquilo. Ora, se há meia entrada quem para a inteira é que está bancando o desconto deles.

    Posted by lh | março 12, 2009, 17:49
  9. César, acho temerário colocar todo mundo no mesmo saco. FHC com Lula e Dilma?
    É o mesmo que dizer que uma seqüência B de filme de sucesso de público e crítica tem o mesmo mérito do original.

    Abraço

    Posted by Funcionário Público Sem Serviço | março 12, 2009, 18:00
  10. Vocês não conhecem a velha máxima que diz: do couro se tira a correia? ora, se estudante, trabalhadores, idosos, professores, policiais, etc.. ganharem passe livre, sem dúvida os não estudantes, não idosos, não etc e tal que usam os serviços de transportes urbanos acabarão pagando por eles. A outra forma, seria o municipio subsidiar, e neste caso, parecla do IPTU pago seria utilizado para o transporte dessas pessoas.
    D

    Posted by Belmiro | março 12, 2009, 18:10
  11. César, tu simplesmente inferiu, por causa do nome, que eles reivindicam passe livre apenas para estudantes?

    Não é para toda a população? Eles lutam pela municipalização do transporte, pela redução das tarifas. O passe livre é um horizonte, ideal utópico.

    Porque essa raiva toda, da sua parte?

    Posted by Galeno Lima | março 12, 2009, 18:20
  12. Galeno, não estou com raiva. Só estou mostrando minha posição contrária. Não precisas ficar na defensiva tentando atribuir-me uma belicosidade que não tenho, pelo menos não quanto a essa luta pelo “ideal utópico”. Repasso o conselho que recebi de comentaristas anteriores: relaxa.

    Posted by Cesar Valente | março 12, 2009, 18:43
  13. Concordo com o Tio César, mto lúcido o seu último parágrafo. Sob o ponto de vista da teoria do benefício em termos de tributação, são os “boyzinhos” que estudam em Universidade Pública (UDESC, UFSC)que estão a frente desses movimentos. Além de terem subsidiado os estudos pelos trabalhadores catarinenses que estão esperando o retorno que os mesmos darão a sociedade (o + inteligente que conseguem fazer é um protesto mal organizado sobre questões corporativistas), ainda querem que a sociedade subsidie também o seu transporte (é pedir d+). Quanto ao papel dos “movimentos estudantis” e dos Universitários, é lamentável; pouco pensamento crítico, só tratam de questões corporativistas e partidarizam CA’s e DCE’s. Sem falar na UNE e UCE que são extensões de partidos políticos, com diretores que ganham um salarinho pra não trabalharem e ficarem calados (até pq eles não tem mta idéia do que dizer ou fazer, mta pelegagem). Um ME sério faria uma movimentação para baixar a tarifa de todos, educando o cidadão sobre o que é uma concessão e como se aumenta ou diminui tarifas, fiscalizaria as receitas e custos das empresas concessionárias, acionaria MP em caso de ilegalidades e com a força da juventude mobilizaria pessoas para pressionar as instituições públicas.

    Posted by Rodrigo | março 12, 2009, 18:49
  14. Tio César, agora a pouco o rbsnoticias falou que os professores fizeram uma passeata, não citando o movimento passe livre. Pergunta:Pq que professores estaduais estariam carregando faixas contra o prefeito Dário? Essa rbs é florida….

    Posted by Joanildo | março 12, 2009, 19:08
  15. O movimento é contra o aumento da tarifa, por sua revogação. E isso interessa grande parte da população e não aos “boyzinhos”. Francamente Cesar, estás te passando! Esnquanto voce ferve de tão razinza, eu lembro da Mercedes Sosa: “Que vivan los estudiantes,
    jardín de nuestra alegría,
    son aves que no se asustan
    de animal ni policía.
    Y no le asustan las balas
    ni el ladrar de la jauría.
    Caramba y zamba la cosa,
    qué viva la astronomía!”

    Posted by vana | março 12, 2009, 19:37
  16. E tem mais.Os que estão preocupados, com o movimento dos estudantes e dos sindicatos, podem relaxar. O “honorável” Tenente Coronel Newton Ramlow está ali para prender e arrebentar quem ousar se levantar contra os governos de Dário e de LHS.

    Posted by vana | março 12, 2009, 19:49
  17. De qualquer modo césar: já conversei com vários, e nunca ouvi falar de as reivindicações deles são apenas para os estudantes.

    Minha impressão é que você está muito mal informado.

    Posted by Galeno Lima | março 12, 2009, 21:26
  18. É possível. A turma é ruim de comunicação mesmo.

    Posted by Cesar Valente | março 12, 2009, 22:33
  19. Vana, este tiempo de vivan los estudiantes já pasó. Hoy los estudantes son otros, el mundo es otro, la izquierda es tan corrupta como la derecha. No soy ranzinza. Pero todavia fiervo con la miopia.

    Posted by Cesar Valente | março 12, 2009, 22:36
  20. Passe livre? Conheço um estudante que participou do movimento que o pai ja foi vereador de uma cidade. Mas quer passe livre.
    Bom que tal se der tudo que pedem nos transportes e as empresas falirem? Vão a pé?
    Podem também reduzir custos como ônibus, empregados e ainda reduzir os horários passe livre para estudantes e ônibus de hora em hora, as linhas que hoje são de 10 em 10 minutos.
    Aumentar em 100% as passagens e os parentes dos tais “passe livre” iriam pagar os custos do tal livre.
    Estive ano passado na assembleia em um debate em prol da natureza. O que aconteceu que chamaram o lider do passe livre e nada tinha a ver com o assunto do debate e que só falou nisto.(Não tem assunto e nem inteligência para falar outra coisa)Ele estuda?
    Parem com esta estória de passe livre.
    Daqui a pouco vão andar à pé faz bem pra saúde, os médicos recomendam.

    Posted by Otavio di Mello | março 12, 2009, 23:46
  21. Tô contigo César !
    A juventude deve se manifestar, mas essa música de uma nota só chamada de passe livre é falta de assunto.
    Será que alguém contou para eles que quem acabou com a Companhia Municipal de Transportes Coletivos de São Paulo, a CMTC, foi a Erundina, e a Marta não criou outra ! Mesmo com a CMTC não havia passe livre !
    A administração petista de Porto Alegre assumiu o controle das empresas de transporte e depois teve que devolver, indenizar as empresas e assumir o custo de compras mal feitas !
    Querem ônibus de graça mas silenciam com os mensalões e demais maracutais, por não estarem sendo orientados para isso, como foram contra o Collor.

    Posted by Carlos | março 13, 2009, 00:06
  22. Cada conquista a seu tempo. Primeiro o passe-livre para os estudantes, depois para o restante da população.
    Não queremos incentivar o uso do transporte público? Que melhor maneira de fazer isso do que com passe-livre?
    E o valor que as empresas deixarem de arrecadar deve ser financiado pelo poder público sim. Todos nos beneficiamos da existência do transporte público, mesmo quem não o utiliza diretamente. É justo que todos paguemos.

    Posted by Carlos Henrique | março 13, 2009, 10:27
  23. Que precisa utilizar uma forma de transporte ja esta utilizando. Seja publico ou particular. Quem ja utiliza o transporte publico nao precisa de um incentivo de gratuidade, este usa porque nao tem alternativa. Agora quem tem alternativa, seja carro, moto… nao vai preferir o transporte publico so porque seja gratuito. Para incentivar o transporte publico este deve ser melhor do que a alternativa particular.
    Essa “bandeira” eh mote de um grupo que deseja visibilidade politica e precisa de um tema que faca parte do dia a dia da populacao… nunca vi passeata por melhores condicoes nas escolas, bibliotecas, ou ate sobre as “licencas de professores” e o desperdicio de dinheiro nas SDR’s…quando fizerem isso contem comigo…agora essa ai ta dificil…

    Posted by Pedro Marcos | março 14, 2009, 10:16

Posts recentes

O fim de uma era
23 de maio de 2014, 17:27
Por Cesar Valente
E aí? Abandonou o blog?
6 de maio de 2014, 17:46
Por Cesar Valente
Brasília real aos 54 anos
28 de abril de 2014, 22:12
Por Cesar Valente
Beleza e crueldade
28 de abril de 2014, 22:01
Por Cesar Valente
A semana dos enigmas
17 de abril de 2014, 8:09
Por Cesar Valente

Arquivos