// você está lendo...

ESPECIAL DE CARNAVAL

Império dos Sentidos, registro histórico (III)

A Ditadura Não Acabou

(discurso em papel almaço, sem data definida -acervo pessoal do Presidente)

Companheiras e Companheiros:

Neste último dia do Triduo Momesco farei uma retrospectiva das atividades do Império no Carnaval.

Apesar da grave situação nacional, o Império deu o seu recado. O povo, esse povo sofrido e espremido pelos caracteres da conjuntura, não negou o seu repúdio ao status quo.

Na sexta- feira de carnaval o Império foi às ruas para denunciar as arbitrariedades constantemente cometidas contra os homossexuais e as mulheres.

No sábado, foi abordada a questão das prostitutas e dos gastos públicos.

No domingo, a questão da repressão generalizada que mostra que a ditadura militar ainda não acabou.

Na segunda-feira, no penúltimo pronunciamento do Presidente do GRBCICIS, foi atacada a questão decorativa e suas ligações com a nova lei Salarial.

Mais uma vez, apesar das críticas das minorias reacionárias, o Império comandou o Carnaval de Florianópolis, expurgando a figura horrorosa do Rei Momo. O povo não quer rei e sim participação! A democracia interna do Império, que abriga todas as tendências e faz da luta interna e da discussão pornô-política-carnavalesca seus principais instrumentos de avanço da consciência participativa, é um fato irrefutável!

Hoje, para encerrar, falarei do Fundo Monetário Internacional e de suas implicações com a mulher, os homosexuais e as prostitutas. O Fundo quer fazer da mulher um mero instrumento de prazer. O Fundo quer acabar com o homossexualismo e com a prostituição. O Fundo só admite as putas de luxo que se entregam ao poder dos Golberis da vida em troca de viagens internacionais e mordomias não condizentes com a pobreza do Império. As putas da Praça XV e os homossexuais são reprimidos pela polícia do Estado de Calamidade Pública.

O Carnaval acaba hoje. Tiramos nossas fantasias, morrem sonhos e amores, mas continuamos firmes! Não conseguirão acabar com a nossa cachaça, não conseguirão acabar com os nossos sonhos e amores que não se limitam a 4 dias de um reinado que nunca existiu!

O povo vai à luta, viva a prostituta!
O povo não agüenta mais repressão aos homossexuais!
O povo não tem dente, abaixo o Presidente!
O povo não quer Ministério, viva o Império!
O povo quer fuder, mais amor e mais prazer!

Tenho dito!

Cabeça de Ovo

Letra e Música: Gaúcho Desconhecido
Adaptações: J. Gordinho*

Deu prAmin, Deu prAmin
Como vou agüentar (bis)
Um cabeça de ovo
Nosso estado a governar

Diz uma velha marchinha
Que é dos carecas
Que elas gostam …(breque) mais
Não sei se isso é praga de sogra
Ter que engolir essa droga para nos governar…

Catarina, Catarina
Me responde por favor (bis)
Venha cá, venha e me diga
Em quem que você votou

Deu…

* ao que tudo indica composto em 1982

Scud B

Letra e Música: J. Gordinho*

Lançaram um Scud B
Da cabeça da Zelinha
E o pacote-ogiva
Explodiu na minha
Meu emprego foi pro espaço
Meu salário até sumiu
E o povo brasileiro
Foi pra puta que o pariu

Scud B, Scud B, Scud B
Ele ainda vai pegar você… (bis)

* mais um samba mostrando a relação entre a Guerra do Golfo e as ações da extinta República dasAlagoas

Metida Provisória

Letra e Música: Zé Lúcio*

Mete, mete Ministro
Mete, mete meu bem
Mete, mete Ministro
Mete, mete, não tem?

Num motel lá no Planalto
Dona Zélia e seu Cabral
Convidaram todo mundo
Pruma grande bacanal
Tinha Ministro colossal
Tinha Ministro piquininho
Só tiraram o Cabral
Pra botar o Passarinho

Oi, mete, mete…

* este samba, verdadeira obra prima do Presidente da Ala dos Compositores do Império, já previa o que ia acontecer na República das Alagoas, mostrando, como sempre, a precisão das análises de conjuntura do Império dos Sentidos.

Discussão

Comentários estão desativados para este post.

Comments are closed.

Posts recentes

O fim de uma era
23 de maio de 2014, 17:27
Por Cesar Valente
E aí? Abandonou o blog?
6 de maio de 2014, 17:46
Por Cesar Valente
Brasília real aos 54 anos
28 de abril de 2014, 22:12
Por Cesar Valente
Beleza e crueldade
28 de abril de 2014, 22:01
Por Cesar Valente
A semana dos enigmas
17 de abril de 2014, 8:09
Por Cesar Valente

Arquivos